Sábado, 12 de Março, 2016

 

Aceleração na Bovespa

Qual o dia mais distante que você lembra de sua vida, caro leitor? Quando você tinha 5 anos, quando tinha 3 anos? Ao forçar a memória sobre a data mais antiga, ou eventos mais distantes em nossa memória, apenas restam aqueles que realmente sobressaíram. O primeiro desenho animado no cinema, a primeira bola de futebol, o primeiro rádio de pilha e, sem medo de entregar a idade, a primeira máscara do Batman.

Sim, ainda naqueles anos o Batman era herói, hoje seria preso pela polícia por incentivar a desordem pública e atrapalhar o trabalho do Estado. Enfim, quando forçamos demais a memória, apenas fatos realmente importantes ou marcantes vem à tona. O que acontecia em 2012, já parou para pensar?

Pois é, o papa ainda era Bento XVI. Putin tinha sido eleito presidente da Russia e a oposição dizia que saíria às ruas, pois a eleição foi ilegal e teve uma série de problemas com as urnas de votação. Incendiaram urnas, sumiram com urnas e nada foi averiguado. Nem mesmo a população saiu às ruas para protestar com nada.

Ao contrário, as ruas da Grécia estavam literalmente em fogo. Barricadas contra polícia, garrafas com gasolina atiradas no parlamento, o mundo econômico estava em temor pela quebra da Grécia. E a Alemanha se mantinha irredutível na ajuda econômica. No Brasil o ministro da Fazenda ainda era Mantega e batia o pé que a inflação ficaria em 4,5%.

Os juros do BC ainda estavam ao redor de 8% e o assunto entre fevereiro e março era a visita da presidente Dilma aos EUA. A Argentina estava passando por um problema monstruoso (e ainda está) e começava a trocar pés por mãos. Estatizou todas as suas petrolíferas, inclusive as estrangeiras.

Uma notícia nos chamou atenção ao observar os arquivos de jornais:" Mercado aquecido estimula brasileiro a mudar de emprego". Quem mudou se arrependeu? Ou a ganância de desprezar um salário, menor mas seguro, agora mostra sua face cruel? Não podemos dizer que eram bons tempos, como quando nos lembramos de nossa infância ingênua. Mas a situação estava ainda sob uma visão segura do que um possível caos que poderá acontecer em breve no país.

Por que estamos lembrando de 2012? Ah sim, estavamos esquecendo... o mundo não acabou em 2012 como prometido pelos interpretadores da civilização Maia.

O mercado financeiro coloca quem ele quer, o mercado financeiro tira quem ele deseja. É só uma questão de alinhamento entre o quarto poder (a imprensa) e o dinheiro. E o mercado financeiro está colocando agora uma expressiva alta na Bovespa, já alardeada pela imprensa. E pode acreditar, realmente as ações na Bovespa vão subir.

Embasamos esse fato ao perceber não somente a queda do IMA-entrada diário em nosso painel de dados, mas o aparecimento do IMA-crash, que volta de forma consistente em nosso indicador. Apesar do IMA-entrada ainda não cair de forma rápida, se continuar nessa toada na Bovespa, essa queda para o IMA-entrada será uma questão de semanas.

A alta advém do bastante conhecido efeito manada. Começa devagar, com um grande investidor, depois outro, e assim vai aumentando de grau na distribuição das fofocas e se dá um boom e corrida para a bolsa.

Nessas últimas semanas, alguns investidores de grande porte estrangeiros já deram entrevistas que o cenário da bolsa brasileira está mudando. Depois alguns investidores do próprio Brasil já foram à imprensa para dizer o mesmo.

Alguns relatórios de corretoras e fundos começam a estimar altas dessa ou daquela ação. E para premiar o fim de semana, o dono de um banco no Brasil, apareceu num grande jornal dizendo que as ações estão baratas e está no hora de investir.

Ou seja, nunca a charge ao lado do The Economist foi tão correta e representativa para o cenário do efeito manada.

As ações brasileiras estão com aumentos bastante diferenciados das ações internacionais. Os volumes estão em fase ascendente e crescente, com ações como Petrobras, Vale e Usiminas crescendo de forma assustadora.

No dia 4 de Fevereiro alertamos em nosso texto sobre a alta que estaria ainda por vir (leia "Usiminas em Alta?").

Uma Opção de Compra (Call) da Usiminas na semana passada subiu, em apenas um dia, 950%. Sim, em questão de horas, por conta do boato de uma nova injeção de investimentos no caixa da empresa. Outra da Petrobras subiu 550%.

Ao lado apresentamos o IMA-crash intradiário da USIM5 do nosso canal de assinantes IMA-ONLINE, quando o preço estava abaixo de R$ 1,00 no dia 26 de Fevereiro desse ano. A alta apresentada pela linha preta é mais do que exuberante e o IMA-crash anunciou duas quedas locais que ocorreram nessa ação.

Efeito Manada - Charge do The Economist

Usiminas intradiário - 15 minutos

Último alerta do IMA-crash diário para o Ibovespa em 2012

Como podemos notar ao lado, a figura apresenta o último alerta do IMA-crash diário (aquele que é calculado apenas com os preços do fechamento diário do Ibovespa).

Isso ocorreu em 5 de Abril de 2012, após subir sem parar desde 13 de Fevereiro de 2012. Quando a queda no Ibovespa se iniciou, o Ibovespa estava em 68.257 pontos.

A queda se prolongou até o dia 18 de Junho do mesmo ano, até o IMA-crash chegar a zero (linha vermelha). Foram 27% de queda em três meses, chegando ao fundo de 53.417 pontos.

O IMA-crash tinha acertado novamente em seu alerta.

Naqueles dias, euforia igual aos dias atuais se repetiu e o Ibovespa ficou por cerca de dois meses com repetidas altas. As mais expressivas ocorreram ainda no começo de março daquele ano.

O IMA-crash diário cresceu rapidamente, saindo do zero e em 30 dias já atingia seu topo maior, com valor máximo de 1,0.

Para que uma queda aconteça de forma trágica, como descrevemos em nosso livro "Mudanšas Abruptas no Mercado Financeiro", empiricamente e estatisticamente o IMA-crash deve ultrapassar 0,8 pontos. Atualmente o IMA ainda está em 0,1 pontos.

Ele ainda está distante desse valor, mas se o ritmo se mantiver, até o final desse mês de março esse fato poderá ocorrer, ou seja, o IMA chegará ao seu máximo valor de 1,0 ponto.

Estou de fora, o que eu faço?

Primeiro, como todo mantra econômico diz, investimento em bolsa é para longo prazo, e realmente parece que a hora de comprar é agora. Segundo, nunca coloque todas as suas fichas na mesma jogada, ou seja, não se deve investir toda sua poupança em bolsa de valores, pois esse retorno poderá demorar até 10 anos para se concretizar.

Por fim, devemos lembrar que se o IMA-crash acertar mais uma vez (acerta em 90% dos alertas), depois de atingir o máximo valor, significa que uma queda poderá ocorrer por longos 3 meses ou mais. Então, não dá para saber quando o IMA-crash vai ultrapassar os 0,8 de pontuação, e nem mesmo se vai ultrapassar. O fato é que quanto mais alto a linha vermelha do IMA-crash, maior o tombo da série que ele analisa. E nesse caso é um crash para nossa bolsa de valores.

Então, se for realmente comprar ações das empresas da Bovespa, tenha em mente que é para deixar para um longo período de tempo, ou então retirar antes de um grande crash que pode ocorrer por até três meses depois do alerta do IMA.

É esperar para ver.

 

Gostou do texto?

FAÇA UM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )