Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

30/09/2013 a 04/10/2013

 

Quando as coisas não vão bem, chame a Petrobras! Foi só a Moodys, na manhã dessa sexta-feira, rebaixar a nota da Petrobras, que o governo resolveu "vender" a notícia de mais uma descoberta gigante em Sergipe. Seria a maior reserva fora do pré-sal. E deve ser verdade mesmo, mas nessa nossa república de que tudo pode, o governo pode transcrever qualquer norma, mas o pequeno investidor ou pequeno empresário, não.

O canal para se afirmar se a reserva de Sergipe tem 1 bilhão de barris, ou 100 bilhões de barris, não é na imprensa ou jornal de televisão. O canal é nos conhecidos "fatos relevantes" da Bovespa. A empresa é estatal, mas não é do governo.

E como empresa, também ela (Petrobras) deveria cumprir as normas da CVM. Lembram do anúncio "bombástico" do pré-sal? Depois que as opções de compra já estavam em 3.000% é que o governo veio à público anunciar a grande descoberta. Só muito depois apareceu nos "fatos relevantes" da CVM.

Qual a punição para a diretoria da Petrobras? Nenhuma. Qual a punição para o ex-presidente Lula, que fez o anúncio? Nenhuma. E hoje foi igual. Depois de cair mais de 2,5% por causa da nota da Moodys, foi veiculada nos meios eletrônicos a informação de um possível anúncio de mais um "super" poço de petróleo em Sergipe. O que vai acontecer? Nada. E as ações terminaram em alta de 0,64%.

Assim como não vai acontecer nada com o BNDES. Como o banco vai se explicar sobre a perda monumental e o erro em suas análises que resultaram nos empréstimos ao falido grupo EBX? O banco não vai se explicar, não precisa. Luciano Coutinho vai ser isentado de qualquer responsabilidade. Como ex-professor da Unicamp, deveria se explicar abertamente e dizer quem vai pagar o que o BNDES perdeu com o "senhor X".

Na verdade, o BNDES não precisa explicar. Nós sabemos que nós é quem vamos pagar essa brincadeira de empréstimo.

Nos EUA ,pelo menos uma coisa temos que reconhecer: não tem dinheiro, ninguém deve aparecer no trabalho. Estima-se que 800 mil funcionários estão em casa esperando ordens para voltar. Sem recursos aprovados pelo congresso, o governo americano não pode pagar os salários dos funcionários. Logo, ninguém pode nem aparecer em seu locar de trabalho.

O chamado "Shutdown" é o desligamento total das funções até o congresso aprovar o orçamento. É ruim? Vai ficar pior, pois em mais duas semanas deve vencer o teto de 16 trilhões da dívida dos EUA. A Câmara dos Deputados dos EUA, dominada pelos Republicanos, vai alongar ao máximo esse Shutdown para fazer Obama ficar de joelhos.

Os mercados até que se comportaram bem nessa semana, ainda não sentiram as consequências. Tem até analista nos EUA fazendo "piadinha" e recomendando compra das ações da Netflix e Pepsi. Como 800 mil pessoas estão em casa, então essas pessoas vão assistir filmes e beber pepsi. Mas se durar mais uma semana, as piadas vão acabar.

O FMI já está preocupado e veio a público pedir agilidade aos deputados dos EUA, pois o mundo pode sentir uma recaída forte. Conforme mostrei em meu twitter, o IMA-crash do Dow Jones está perigosamente alto (ver gráfico a seguir). Não será nada surpreendente se tivermos uma virada de mais de 1000 pontos pra baixo nos próximos dias.

Os estrangeiro vão começar a atuar forte na próxima semana. O montante de investimentos na Bovespa bateu o recorde de nosso acompanhamento. Nosso monitor de estrangeiros acompanha o balanço acumulado desde 2011 de forma automática em nosso servidor.

O IMA-entrada diário se manteve no mesmo patamar da semana anterior. O valor de 0,73 já resiste algumas semanas, e só vai voltar a cair se o Ibovespa subir. Para longo prazo, mais de 6 meses, talvez é um bom momento de compra para o investidor mais cauteloso. Para curto prazo (3 meses) é arriscado.

 

IMA crash = 0,0

IMA entrada = 0,73

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL

Na última análise de 27/09/2013 foi dito:" ....A semana que vem deve continuar agitada na Bovespa. Enquanto o orçamento dos EUA não se resolver entre Congresso e Obama, a agitação continua...Podemos começar a segunda-feira com queda novamente... Enquanto o IMA-entrada não aparecer, é mais seguro aguardar... o IMA-entrada deve voltar na terça-feira. Entre terça-feira e quarta-feira deve ser um dia interessante para compras..."

Na segunda-feira (30-Set) pela manhã, apesar de um fraco sinal do IMA-crash a bolsa caiu conforme comentado na sexta-feira anterior. Dos 54 mil pontos caiu abaixo de 53 mil pontos. Na terça-feira continuou a cair chegando aos 52 mil pontos.Foi então que o IMA-entrada voltou forte, recomendando compra para o Ibovespa. E a bolsa respondeu logo em seguida com pequenas altas até os 53.500 pontos.

Com o temor do Shutdown nos EUA, as bolsas de lá começaram a cair e o reflexo veio para a Bovespa. A queda voltou e se acentuou novamente, fazendo com que nessa sexta-feira o IMA-entrada aparecesse fraco. Com o possível anúncio de super reserva de petróleo da Petrobras, a bolsa se recuperou, passando a atuar no campo positivo.

Terminamos a semana com os dois sinais de IMA (crash e entrada) zerados. Fica difícil um prognóstico mais afirmativo sobre a semana que vem. Mas se o Shutdown continuar, outros postos de trabalho nos EUA vão fechar. Olhando para o IMA-crash do Dow, se ele estiver correto, semana que vem poderemos ter uma queda bem forte nos EUA. E se tem queda lá, nada resiste aqui.

Mil pontos de queda no Dow não é tão fácil, mas como IMA-crash está em alta, é bem possível esse cenário ruim.

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes o comportamento do mercado através das frequências do IMA.

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Em breve, anúncio das reservas do super-porto de Sergipe.

Investimento na Bovespa foi o mais rentável de Setembro

Produção de petróleo no Brasil cresceu 1,9% em agosto na comparação mensal.

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Congresso americano paralisa os EUA por não aprovar o orçamento.

Moodys rebaixa nota de crédito do Brasil de positiva para estável.

Moodys rebaixa nota da Petrobras de A3 para Baa1.Perspectiva negativa.

800 mil funcionários estão afastados do trabalho federal nos EUA.

S&Poors rebaixa OGX a nível de calote.

 

PRÓXIMA SEMANA

Preocupante Shutdown nos EUA.

Início dos debates sobre o novo teto da dívida pública nos EUA.

Decisões sobre a OGX.

dias observação 1092

Eventos(sinais de alerta de crash)

73
Acertos 65 (89%)
Falsos Alarmes 08 (11%)
Queda média -2,58%
Queda máxima -6,73%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,54 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,27 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos