Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

02/05/2016 a 06/05/2016

 

A boa e surpresa notícia da semana veio do campo jurídico. Após uma aula de direito, com duas horas de leitura sobre sua decisão, o ministro do STF Teori Zavascki foi acompanhado por unanimidade na decisão de afastamento das funções e do mandato o deputado Eduardo Cunha.

Tecnicamente o deputado ainda continua deputado, mas de fato ele não tem mais poderes. O afastamento é por tempo indeterminado até que o mesmo "não seja mais considerado obstrução" aos atos políticos do país. Ou seja, ele não é mais deputado de fato.

Agora cabe à Camara cassar o mandato e evitar que o mesmo continue onerando os cofres públicos recebendo salários e mordomias sem exercer o cargo. Aliado esse fato ao provável impeachment da presidente Dilma, semana que vem será novamente uma semana bem quente.

E isso, obviamente, se refletirá nas oscilações do mercado financeiro nacional, com rápidas e fortes altas, seguidas de baixas.

O COPOM, em ata, deixou claro que não há no momento como baixar a SELIC com cenário de inflação em alta. O problema é que esse cenário está sendo corrompido, conforme dissemos aqui ainda no ano passado, com aumento de desemprego. Claro, alta de juros signfica alta no desemprego, é sempre assim.

Com os balanços sendo divulgados, a boa surpresa foi o enorme lucro do Magazine Luiza. Conforme previsto por sua presidente no início do ano passado, realmente parece que a empresa não tem tempo ruim. Ela sabe trabalhar com qualquer tipo de mercado.

Já nos EUA agora é Hillary versus Trump. E a instabilidade que se vê aqui no Brasil, vai acontecer por lá. O ritmo, no entanto, será de briga muito mais ríspida e violenta. Aliás, os dois grupos já demonstraram isso nas ruas.

No Japão, nada parece fazer a economia andar. Por mais incentivos que o governo faça, a economia japonesa continua na mesma e lenta toada de crescimento.

O investimento estrangeiro na Bovespa ficou estável nessa semana. Ainda se mantém num patamar alto e deverá nos próximos dias voltar a crescer com as perspectivas do mercado, após a votação do impeachment. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário caiu nessa semana e o IMA-crash desabou com a queda do Ibovespa diário.

 

IMA crash = 0,06

IMA entrada = 0,6

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Em nosso relatório do dia 29/04/2016 escrevemos: "...Como o IMA-crash do Ibovespa está alto, segunda-feira o Ibovespa ainda deve oscilar em baixa. Uma alta somente deverá voltar a ocorrer na terça-feira, se o IMA-crash estiver em zero e um provável IMA-entrada em tendência de queda...".

Na segunda-feira realmente o Ibovespa oscilou em baixa, mas na terça-feira a baixa da segunda-feira pareceu alta. A terça-feira o Ibovespa já abriu em queda provocado pela baixa nos preços do petróleo e fracos resultados vindos do Japão.

Na quarta-feira o Ibovespa continuou operando em baixa e o IMA-entrada intradiário estava em alta sem tendência. Ao final de quarta-feira o Ibovespa deu sinais que subiria com uma tendência de queda do IMA-entrada. Fechou em alta no final do dia.

Mas quinta-feira e sexta-feira o Ibovespa caiu novamente para outro patamar, por volta de 51.500 pontos e oscilando nesse entorno. O primeiro motivo foi o rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela Fitch. O segundo motivo foi a perda do mandato de Eduardo Cunha.

Como Temer tinha Cunha como escudeiro e aliado na Câmara, agora surgiram incertezas quando a solidez de seu governo na aprovação das mudanças que ele deverá propor. E nisso o mercado saiu vendendo.

No entanto, o IMA-entrada, apesar de oscilar está em baixa. O IMA-crash está zerado e existe uma boa possibilidade do IMA-entrada cair para zero na segunda-feira, o que poderá fazer o Ibovespa subir.

Esse rally, caso venha a ocorrer, deverá acontecer até quinta-feira, quando o IMA-crash poderá começar a retroceder, caso ele apareça ainda no final de segunda-feira.

Tivemos mais uma semana de acertos para o IMA. Um exemplo disso foi para as ações da CSN (CSNA3) que caíram durante a semana inteira a medida que o IMA-crash ia caindo também.

Do alerta inicial, quando a ação valia R$ 13,43 a ação caiu para R$ 10,57. A queda alertada pelo IMA aconteceu e foi de 21%. (gráfico a seguir).

 

Comparação CSNA3 x IMA_crash

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Balança Comercial teve o melhor desemprenho de abril em sua série histórica.

CIELO registra lucro consolidado no trimestre de 11,2% na comparação anual.

PETROBRAS vende 100% da Petrobras-Chile.

Magazine Luiza tem lucro de 84,2% no trimestre na comparação anual.

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Estaleiro Sete Brasil entra com pedido de recuperação judicial.

Lucro do Itaú cai 10% nesse trimestre na comparação anual.

Lojas Marisa tem prejuízo de R$ 17,18 milhões no primeiro trimrestre.

AMBEV tem lucro 2,4% menor do que o mesmo período do anto passado.

Ata do COPOM não vê espaço para reduzir juros.

Lucro da GERDAU cai 94,7% na comparação anual.

Agência Fitch rebaixa nota de crédito do Brasil.

PRÓXIMA SEMANA

IGPM-Primeiro decêndio

Pesquisa de Mensal do Comércio - Março

Votação do Impeachment pelo Senado Federal.

dias observação 1648

Eventos(sinais de alerta de crash)

108
Acertos 100 (92,6%)
Falsos Alarmes 08 (7,4%)
Queda média -2,88%
Queda máxima -7,77%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,67 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos