Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

06/10/2014 a 10/10/2014

 

A primeira suspeita de Ebola aporta no Brasil, na cidade de Cascavel-PR. Agora os noticiários acordaram para dar mais detalhes e informações sobre formas de contágio.

Apesar dos médicos tranquilizarem a população (o que fazem muito bem) essa doença faz a Aids parecer apenas uma gripe. Sua forma de agir é estupidamente rápida.

No entanto, países como Nigéria e Senegal conseguiram segurar o espalhamento da doença, estagnando em apenas 20 casos com uma única morte na Nigéria. No Senegal foi apenas um caso e o paciente sobreviveu. Isso prova que o vírus pode ser mantido sob controle quando se toma as providências necessárias. Só para lembrar, Lagos, a capital da Nigéria é do tamanho de São Paulo.

E como tudo na vida; quando uns perdem, outros ganham. É a lei do zero a zero, ninguém ganha, ninguém perde no final. A natureza compensa para soma zero. Todos morremos no fim, mas ainda na desgraça, pessoas podem lucrar muito.

Por exemplo, já pensou em comprar ações de fabricantes de máscaras e luvas epidemiológicas? (ver notícia na Exame). Os pápeis de uma delas, a Alpha Pro Tech subiram 40% apenas nessa sexta-feira. Na semana as ações subiram 118%.

No entanto o momento é crítico para a economia mundial. À medida que a doença aumenta, pessoas vão passar a ter medo de frequentar boates fechadas, tentar ficar o menos tempo possível em supermercados e lojas de shoppings, ou mesmo se expor cada vez menos. Em termos financeiro, significa dinheiro circulando menos. A biologia pode dar uma lição nas finanças.

Outro revés para o Brasil foi a projeção negativa do FMI para nosso PIB. Antes o FMI projetava 1,3% de alta e agora reduziu para apenas 0,3%. A inflação também estourou o teto da meta, com alta acumulada de 6,75%. No bolso, dá para sentir que deve estar um pouco mais.

Além dos escândalos da Petrobras, reservados como a cereja da sobremesa pós primeiro turno, a violência está tomando níveis crescentes. No Rio o embate nas favelas aumentou. Em SC os ônibus continuam sendo queimados. Em São Paulo, agora o bairro dos mais afortunados (Morumbi) tem arrastões no trânsito várias vezes na semana.

Detalhe: é o bairro onde mora o governador de São Paulo, e mesmo debaixo de seu pijama, ele não consegue mostrar serviço ou controle.

E por falar em São Paulo, agora o discurso mudou para o problema da água e da Sabesp. A diretora da Sabesp começou, lentamente e bem devagar a assumir que falta água em São Paulo. Alckmin correu desmentir. Apesar do senhor Alckmin ser médico, ele entende muito de hidrologia a ponto de desmentir sua própria diretora com anos de serviço na área..

Na verdade, ele deve ter lembrado a ela, que ainda não era hora disso, pois tem segundo turno e o Aécio não pode ser ligado à falta de água e incompetência do governo paulista. Conforme alertei e fiz minha modesta previsão ainda em Agosto, o Cantareira tem apenas mais 20 dias de água. Já a Sabesp reconheceu isso somente nessas últimas duas semanas.

Relatos internos da ANA (Agência Nacional de Agúas) e sob sigilo, revelam que as conversas são bastante complicadas com os técnicos paulistas da Sabesp, e por isso mesmo, o relatório da empresa foi reprovado e terá que ser refeito para os próximos dias. Tudo gira em torno da eleição, até mesmo nosso banho.

Nos EUA, Obama liberou o gasto com os bombardeios contra o Estado Islâmico, que está perigosamente na fronteira com a Tuqruia. Esses gastos trazem preocupação ao tesouro americano que está perto do teto novamente, e terá que passar o orçamento do ano que vem no congresso americano.

Na Europa, o Banco Central Europeu agora fala em aceitar a moeda da China como reserva do banco, assim como ouro, prata e dolar. Quem diria que o exército de Quiné Vermelho seria moeda forte na Europa?

Na Espanha o desemprego ainda domina o cenário do país, onde dependendo da faixa etária, o nível de desemprego é de 50%. E agora com o pânico que vem causando os primeiros casos do Ebola, a Espanha se preocupa com a saúde e com a deterioração da saúde financeira também.

Os estrangeiros continuando aportando na Bovespa e acumulando recordes. Acompanhe nosso monitoramento automático dessas entradas em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário e o IMA-crash diário ainda estão na neutralidade, não mexendo nem para risco de grandes crashes, nem para ótimos momento de compra acentuada.

IMA crash = 0,0

IMA entrada = 0,0

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Na última análise de 03/10/2014 foi dito: "....Para a semana que vem, segunda-feira pode ser um dia perigoso. Primeiro porque o IMA-crash reapareceu, e se crescer rápido para valores acima de 0,5 na segunda-feira, então no período da tarde ou na manhã de terça-feira tudo voltará para baixo....Segundo porque é um período de pós-eleição e dependendo das "fofocas" sobre esse candidato ou aquele, novamente as ações poderão ser manipuladas para cima ou para baixo..."

E segunda-feira foi perigoso mesmo, com alta super-expressiva e queda logo em seguida, mas ainda com patamares de rentabilidade alta. Por exemplo às 10:39 o Ibovespa marcava 58.759 com 4 mil pontos de alta. Só a Petrobras tinha ganho de 16% na primeira meia hora de pregão.Óbvio que os grandes fundos impulsionaram essa alta atraindo os pequenos investidores.

Os desavisados resolveram entrar na onda, e quem comprou por volta das 11:00 pegou o Ibovespa a 57.844 achando ter feito um bom negócio e que a bolsa só subiria. Já expliquei isso no meu livro e como isso corrói o pequeno investidor.

E então o Ibovespa caiu mais e meia hora depois valia 800 pontos à menos. Terminou o dia a 57.115 pontos. Mesmo num dia de grande alta, quem deu "azar" de comprar fora da hora, perdeu 1,2%.

Nesse ponto o IMA-crash já estava acima de 0,8 com o vapor estourando a chaminé de alerta em nossa área reservada. E com IMA-crash acima de 0,8 o Ibovespa parece ter combinado algo com o IMA, e ele não subiu mais. Ficou toda terça-feira oscilando entre 57 mil e 58 mil pontos. Era a receita mais certa de queda violenta em 2,5 dias (como mostrado na tabela de estatísticas ao lado).

Na quarta-feira o Ibovespa caiu até 56.325 pontos com o IMA-crash diminuindo de valor muito lentamente. Isso já mostrava que ainda teríamos queda maior, que a queda até então ainda não era a pior da semana.

No dia 6 de Outubro, ou seja, ainda lá na segunda-feira, eu postei um comentário alertando no twitter para não entrarem no "oba-oba" dos fundos e que a alta era arriscada com queda abrupta. O que escrevi foi " Alta do Ibovespa: cuidado! IMA-crash apareceu forte agora.." E o gráfico mostrava que a semana realmente seria perigosa.

E quando chegou nessa sexta-feira, o IMA-crash estava em 0,4 ainda guardando algum tipo de segredo e surpresas para o Ibovespa. O que aconteceu é que, na malandragem, os fundos já tiveram uma rentabilidade excepcional na semana e resolveram aplicar seu golpe derradeiro nos pobres "sardinhas". Saíram vendendo na sexta-feira a tarde "aos montes", com publicações toscas de que o dolar forte preocupa, que o FED disse isso, a ata do banco disse aquilo, o Ebola é isso, etc.

A verdade é que, a ordem interna era, fechar a semana no azul, pois já tinham feito sua "festinha" particular.

Claro que quem acompanha o IMA e acreditou no sinal, evitou entrar comprando na segunda-feira, com exceção de algumas ações onde o IMA-entrada estava alto no CANAL ONLINE. Quem ganhou foi apenas quem comprou as 10:01 da segunda-feira, ou mesmo antes no leilão que já estava subindo de forma alarmante.

A pergunta que não quer calar. Se o candidato preferido do mercado foi para o segundo turno, se o candidato preferido está à frente da candidata do governo, então por que o temor e por que vender a ponto de fazer o Ibovespa cair 3% ?

A resposta é aquela que venho afirmando desde o inicio do ano: É mentira, não existe essa correlação! Isso é invenção de trader ou analista-chefe de grande fundo para carregar a leva de pequenos investidores e de jornalistas para o mundo da invenção.

Ah sim, vão dizer que a queda foi por conta do escândalo da Petrobrás. Balela de novo! Eles criam os fatos, chamam os jornalistas que publicam coisas boas na segunda e depois chamam de novo os jornalistas que publicam coisas ruins na sexta-feira.

Conforme uma agência divulgou: "O resultado da pesquisa frustou as apostas...", ora que pena, que frustação a ponto de ganharem 4 mil pontos em cima do pequeno investidor!

E é isso que o IMA detecta. Não depende de jornal ou fofoca de trader. Sinal "nervoso" é sinal de mundança abrupta.

Esse foi o mapa de risco da semana, acertando em nosso CANAL ONLINE e avisando para pular fora mesmo com a alta expressiva do Ibovespa.

 

Também foi recomendado uma atenção especial na semana passada para a ação da CIEL3. Veja o que estava escrito:

"Uma interessante ação para se comprar na semana que vem, parece ser da CIEL3, visto que seu IMA-entrada está alto e começando a cair de forma consistente. Depois de aparecer um IMA-crash meio tímido, a ação não resistiu a forte alta dos últimos dias e desabou. Mas parece se recuperar. Pelo menos é isso que o IMA-entrada mostra nessa sexta-feira."

E o que aconteceu foi isso:

Em azul é o sinal do IMA-entrada na semana passada, alertando para uma compra muito boa da ação. A ação saiu de R$ 38,50 para R$ 41,50, ou seja, alta de 7,8%. Não se pode reclamar disso.

Para a semana que vem, o IMA-entrada do Ibovespa está alto e subindo. Podemos ainda observar uma queda acentuada do ibovespa na segunda-feira ou até um pouco mais. Se for desejada uma compra, talvez na parte da tarde da segunda-feira, dependendo da característica do IMA-entrada, seja um momento bom para comprar.

Mas a bolsa vai oscilar de novo, e se mais casos de Ebola aparecerem nos EUA, Europa ou Brasil, os investidores poderão ficar com medo do pior e sair vendendo ações pelo mundo todo. É o fenômeno que escrevi no texto "Outubro Vermelho".

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Produção da PETROBRAS tem alta de 2,6% em agosto na comparação mensal

Primeira audiência de Eike na justiça é 18 de Nov.

Termina a greve dos bancários com 8,5% de aumento salarial

EMBRAER inicia construção de fábrica para legacy nos EUA (Flórida)

 

 

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Facebook conclui compra do WhatsUp por US$ 21 bilhões.

FMI reduz PIB do Brasil de 1,3% para 0,3% em 2014.

Inflação medida pelo IPCA está em 6,75% para 12 meses.

Ata do FED (EUA) mostra preoucpação com fragilidade de emprego nos EUA

 

 

PRÓXIMA SEMANA

Repercussão do caso Ebola no Brasil e no mundo

Produção industrial nos EUA

Divulgação do livro "Bege" do FED (EUA)

dias observação 1263

Eventos(sinais de alerta de crash)

80
Acertos 71 (88,7%)
Falsos Alarmes 09 (11,3%)
Queda média -2,59%
Queda máxima -6,73%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,62 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos