Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

07/03/2016 a 11/03/2016

 

Mais uma semana agitada no Brasil e ainda mais agitada na bolsa de valores. Movida a boatos de renúncia, prisões e tudo o que há de mais apimentado, a vida da bolsa de valores está em ritmo frenético.

E tão frenético que quem estava fora começa a voltar devagar. Os estrangeiros são os primeiros a voltar. Três ações chamaram bastante a atenção nessa semana.

A Usiminas passou de 100% de retorno em um mês. Se lembrarmos que estava sendo negociada por volta de R$ 0,90 e nessa semana chegou a R$ 2,20, foi um rally impressionante. A causa foi um boato de reinjeção de dinheiro por parte do grupo japonês, um dos três controladores da empresa.

Outra ação de destaque foi a Vale, devido a disparada do preço do minério de ferro na Asia.

Por fim a Petrobras, por conta das ações pedindo prisão de Lula, da lavajato e também devido ao aumento internacional no preço do petróleo. A agência internacional de energia emitiu um relatório nessa semana dizendo que o fundo do poço para o preço do petróleo já passou. A agência espera recuperação rápida no preço da commodity.

As pressões aumentaram sobre Obama para um possível encontro entre ele e Fidel Castro. Certamente isso se deve à eleição nos EUA. Como Donald Trump bateu forte nos imigrantes de língua latina, uma aproximação da Casa Branca traria uma boa quantidade de votos para Hillary Clinton.

No domingo dia 13 ocorrerá novamente a manifestação de rua pela democracia, contra o governo e contra a situação do Brasil. Na sexta-feira que vem está marcada outra manifestação, de apoio ao governo, de apoio a Lula e contrária aos primeiros manifestantes de domingo.

Existe um temor de confronto entre as duas manifestações, que já estava sendo desfeito por conta da desistência das duas ocorrerem na mesma data. Mas depois do ministério público de São Paulo pedir a prisão do ex-presidente Lula, o clima de tensão voltou novamente.

No âmbito internacional o destaque negativo foi um grande incêndio na refinaria de Pasadena, a mesma que originou a operação lavajato. Outro ponto negativo foi a reserva internacional da China, que teve queda expressiva pelo quarto mês seguido.

Os estrangeiros perceberam o rally da Bovespa e voltaram ráppido para o Brasil. O volume de estrangeiros na Bovespa aumentou ainda mais nesses últimos dias, injetando mais volatilidade nas ações. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário continuou sua queda nessa semana com a alta das ações na Bovespa. Mas a alta foi tão forte, que depois de um ano, um primeiro sinal do IMA-crash reapareceu.

Temos que esperar para ver se ele se consolida ou não. Se esse sinal realmente se mantiver, será o fim do período de quedas na Bovespa e o IMA-entrada deverá convergir para zero. O problema é que se o IMA-crash subir muito forte, a situação torna-se preocupante para o segundo semestre.

 

IMA crash = 0,07

IMA entrada = 0,79

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Em nosso relatório do dia 04/03/2016 escrevemos: "....Para a semana que vem, o IMA-crash intradiário do Ibovespa já aponta uma forte correção. O Ibovespa deverá virar forte já na segunda-feira, talvez na parte da tarde. Na verdade o IMA-crash do Ibovespa atingiu seu máximo valor, e em seguida o Ibovespa parou de subir..." .

Como podemos notar no gráfico anterior, a correção veio, mas ela durou apenas um dia. O que ocorreu foi mais um aumento de volatilidade e a queda forte ocorreu apenas na quinta-feira. Mas depois das 15:00 houve uma forte guinada com o pedido de prisão de Lula por parte do ministério público de São Paulo. E todo o rally voltou novamente.

No começo da semana a volatilidade aumentou devido aos preços do petróleo, do minério de ferro, da injeção de recursos na Usiminas e ainda o reflexo da ação coercitiva do ministério público federal sobre Lula.

Passada essa fase o que se observa agora é novamente a volta do IMA-crash. Após atingir zero, o IMA está voltando a subir para o Ibovespa. Isso pode significar que nova queda atingirá as ações no início da semana que vem. Como o ritmo do IMA ainda está lento, essa virada poderá acontecer apenas no final da terça-feira ou da quarta-feira.

Tudo vai depender dos acontecimentos na área judicial e na esfera política. A semana que vem promete novamente na bolsa de valores e algumas ações podem disparar novamente.

No caso da USIM5 (Usiminas) tudo vai depender da reunião dos acionistas controladores da empresa que acontece nessa sexta-feira. A decisão pode significar um rápido aumento no valor das ações, ou um crash imediato na segunda-feira.

A novidade do IMA-ONLINE é que depois de pedidos dos usuários do site, após 4 meses de aquisição de dados e parametrização do IMA, as ações da empresa AMBEV agora estão sendo acompanhadas pelo nosso sistema.

A ABEV3 ficou em nosso banco de dados sendo analisada esse tempo até termos a segurança que o resultado estava confiável.

Assim, a ABEV3 agora compõe nossa carteira de sinal de acompanhamento. E o sinal do IMA-crash da ABEV3 começou muito bem, com um belo acerto logo no primeiro alerta.

Dos R$ 19,11 reais do início do alerta, a ABEV3 foi caindo e chegou ao seu mínimo valor de R$ 18,30. Uma queda de 4,2% alertada antes pelo IMA, como pode ser visto na figura à seguir.

Comparação ABEV3 x IMA-crash

Outro ótimo acerto foi para as ações da CSN (CSNA3) que caíram forte com o alerta máximo do IMA-crash. Quando bateu em (1,0), a ações despencaram do patamar de R$ 8,55 para R$ 6,79. A queda foi de 20% ! E foi alertada antes como pode ser visto na figura à seguir.

Comparação CSNA3 x IMA-crash

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Preço do minério de ferro aumenta no exterior

Lucro da CEF cresceu 0,9% para R$ 7,2 bilhões

Dolar cai forte durante a semana e volta na casa dos US$ 3,70

COSAN quer aprovar aumento de capital com a emissão de novas ações

EMBRAER vai recomprar 3 milhões de suas ações

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Incêndio atinge Refinaria de Pasadena

Aumenta reitrada da poupança em fevereiro desse ano. Recorde em 21 anos.

Reserva internacional da China cai pelo quarto mês seguido

S&Poors rebaixou a Oi

 

PRÓXIMA SEMANA

Divulgação do IGP-10

Produção Industrial nos EUA

Resultado das ações contra Lula

Consequências das manifestações de rua

dias observação 1610

Eventos(sinais de alerta de crash)

105
Acertos 96 (91,4%)
Falsos Alarmes 08 (8,6%)
Queda média -2,83%
Queda máxima -7,77%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,66 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos