Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

15/02/2016 a 19/02/2016

 

A semana começou com algumas realizações de vendas na Bovespa, como esperado, mas então um forte rally se iniciou. Com o anúncio do congelamento na produção de petróleo por parte da Arábia Saudita, Venezuela e Catar, o preço do barril de petróleo deixou de lado a casa do 29 dolares e chegou a 32 dolares.

Isso refletiu nas ações ligadas à commodity, que dispararam em todas as bolsas de valores pelo mundo. A Petrobras chegou a apresentar fortes aumentos, em torno de 6% a 9%.

Mas a Standard & Poor's jogou água no divertimento, rebaixando a nota de crédito do Brasil, e por tabela, também da Petrobras. Já discutimos essas notas de créditos dessas empresas em diversos artigos e quão irrelevantes elas são. Sim, são irrelevantes.

Mas, para os investidores que confiam nesses relatórios sem sentido (e normalmente são os maiores investidores), esse rebaixamento é real situação de complicação.

E isso complica ainda mais a situação do país. A turma do "não te falei" pulou de alegria, sem saber que eles serão atingidos em cheio também. O movimento na Bovespa está cada dia menor, o aporte de novos investidores diminui todas as semanas e as corretoras já estão passando por apertos.

Já comentamos aqui o fato "estranho" de mesmo ruim de finanças, as ações da USIMINAS estarem sendo bem negociadas, com altas fortes nas últimas semanas.

Segundo alguns jornais, a empresa estaria estudando uma "recuperação judicial". Esse é o nome mais charmoso para a antiga "concordata" (falência controlada).

Mas provavelmente um outro cenário poderá ocorrer. Podemos ainda ter um desenrolar de uma compra da siderúrgica por parte de outra grande rede internacional e a empresa estaria vendendo patrimônio para facilitar essa negociação. Talvez!

Outra notítcia na semana é que o dono da JBS estaria pensando em fazer aquisição da NATURA. O Brasil está se tornando um grande "trust", monopólio de empresas gerenciados por poucas pessoas. Isso é muito mau para a política de preços do país.

No EUA, Obama surpreendeu o mundo ao anunciar que fará uma visita histórica à Cuba. Foi uma bela jogada política para trazer perto do partido democrata os latinos que vivem no reduto eleitoral dos republicanos em Miami.

Também nos EUA, o livro Bege do FED revela que na última reunião, ocorreram manifestações de preocupação com a nova queda nos mercados do mundo, sobretudo as fortes quedas no preço do petróleo.

O volume de estrangeiros na Bovespa continua estacionado com leve alta nas últimas semanas. No entanto, quando observamos no longo prazo, podemos observar que os investimentos estão em tendência de queda com o aumento na taxa de juros dos EUA. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário ainda continua alto, mais teve uma leve queda nessa semana, atingindo o valor de 0,87.

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,87

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Em nosso relatório do dia 12/02/2016 dissemos: "..Para a semana que vem, como o IMA-entrada está em queda, é bem provável uma recuperação ainda na segunda-feira. Talvez pelo mercado ainda conturbado, o Ibovespa ainda abra em pequena queda, mas a partir da tarde de segunda-feira e terça-feira, o mercado poderá se recuperar de maneira forte...".

E foi isso o que aconteceu!

Na abertura da Bovespa na segunda-feira, ocorreu um movimento de "maré" e o Ibovespa abriu em alta. Então foi perdendo força. Dos 40557 pontos, o Ibovespa terminou o dia em 40.279 pontos.

Mas na terça-feira, o Ibovespa e a grande maioria das ações cravaram uma alta surpreendente, saindo de 40.093 pontos para 41.020 pontos. E na quarta feira, mais uma alta ocorreu até o meio da tarde, saindo de 40.957 pontos até 42.419 pontos. E então a S&P entrou em cena.

Com o rebaixamento da nota de crédito do Brasil, as ações começaram a cair forte, e terminaram a semana em 41.543 pontos. Em relação a segunda-feira foi uma boa alta, mas em relação à quarta-feira foi uma queda de 2%.

E na quarta-feira, exatamente no pico do maior movimento, nosso alerta no canal de assinante estava avisando sobre as probabilidades de queda.

Como pode ser visto na figura acima, quando o IMA_crash atingiu seu máximo valor da semana (0,5), o Ibovespa não resistiu e veio abaixo. Foi um bom acerto do alerta no CANAL ONLINE.

O destaque de acerto em relação ao IMA-crash intradiário na semana vai para as ações da BBDC4 (Bradesco). Quando o IMA-crash atingiu 0,8, as ações estavam em R$ 20,68 e depois começaram a cair conforme o IMA estava mostrando perigo,

Ao final, as ações chegaram ao ponto mais baixo de R$ 19,58. Crash de 5,3% nas ações, conforme pode ser conferido abaixo. A linha vermelha indica o IMA-crash dessa ação.

 

Comparação BBDC4 x IMA-crash

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Arábia, Venezuela e Catar vão congelar produção de petróleo.

BTG vai recomprar 10% de suas Units.

Dono do JBS estaria interessado na NATURA.

Brasken tem lucro recorde de R$ 2,89 bilhões

Governo corta R$ 24 bilhões no orçamento

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

CSN terá que pagar multa ambiental de R$ 13 milhões.

VALE é multada em R$ 6 milhões prlo Espírito Santo

USIMINAS confirma que venderá a USIMINAS Mecânica para pagar dívidas.

USIMINAS tem deficit de R$ 3,7 bilhões em 2015.

Nota de crédito do Brasil é rebaixada pela S&Poor's

NATURA tem queda de 29% nos lucros em 12 meses

 

PRÓXIMA SEMANA

Divulgação do IPCA-15 de Fevereiro

Divulgação do nível de emprego no Brasilem Dezembro

IGPM de Fevereiro

dias observação 1595

Eventos(sinais de alerta de crash)

104
Acertos 95 (91,3%)
Falsos Alarmes 08 (8,7%)
Queda média -2,83%
Queda máxima -7,77%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,66 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos