Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

11/07/2011 a 15/07/2011

 

Dizer que a situação está ruim é chover no molhado nessa semana. A economia mundial está se deteriorando muito rápido. Aproveitando essa volatilidade, as agências de recomendação e averiguação de risco estão atacando à toda.

As agências Moody's, Standard & Poors e Fitch foram muito criticadas em 2008 por não calcularem o tamanho da crise mundial. Agora estão dando seu troco e de maneira cruel como um algoz.

Resolveram derrubar o gigante dos títulos, os EUA. Estão ameaçando retirar o AAA dos títulos mais seguros do mundo. Se fizerem isso as bolsas vão se afundarem e essa não será uma mundança abrupta, pois estamos cantando essa pedra faz tempo. E as agências vão rebaixar os EUA em no máximo 1 mês.

Com o défcit de US$ 15 trilhões, Obama quer autorização para gastar 20 trilhões e começar a cortar os lucros dos ricos. Ideologicamente correto, ético mas do ponto de vista político, o presidente Obama não vai se reeleger. O grande perigo de um calote agora em agosto não é apenas nos EUA.

A China está abarrotada de títulos americanos e o Brasil é o quarto maior comprador desses títulos. Se tiver calote lá, vamos ficar sem dinheiro aqui também, o que pode gerar no futuro um possivel calote da China e Brasil. De calote em calote tudo vai parar. Claro que esse ainda é um cenário fictício e ainda longínquo, mas... não absurdo. Uma nova ordem mundial sobre os mercados financeiros vai ter que ser decretada para segurar uma bancarrota geral. As primeiras consequências foi a reprovação de 8 bancos europeus no teste de estresse. Significa que se a crise atual piorar um pouco mais, esses 8 bancos vão falir e não terão dinheiro. Dentre eles 2 são espanhóis. Fiquem de olho.

O que podemos fazer? Ainda não contaminado pela crise dos títulos, os títulos brasileiros estão sendo os "queridinhos" do mercado. Se realmente o BC colocar mais duas altas na SELIC até o fim do ano, vai ficar bastante interessante comprar títulos pós-fixado do tipo NTNB-principal. Isso porque se vier outra crise (quase certo) o BC deverá reverter a política de altas, baixando a SELIC como fez em 2008, mesmo com inflação. Ao fazer isso, os NTNBs serão altamente rentáveis. Mas essa jogada deverá ser executada apenas para setembro e somente se realmente tivermos mais duas altas na SELIC como se comenta na imprensa. É arriscado? Sim, mas por enquanto, menos do que dinheiro em bolsa de valores.

Os estrangeiros pararam de sair estão timidamente voltando, confira em nosso monitor diário na "aba" estrangeiros. No entanto devem estar operando na ponta vendida da bolsa, pois as quedas da última semana foram fortes. O IMA continua em zero para entrada e saída. Bolsa agora não é uma boa opção para investidor de longo prazo. Agora que está em 59 mil pontos, a desconfiança toma conta geral dos investidores, e isso pode sinalizar quedas muito maiores em busca de valores abaixo de 50 mil pontos, como estamos proclamando há dois anos.

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,00

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

Na análise de 08/07/2011 foi dito:"...Segunda-feira, se não houver nenhum acontecimento novo no fim de semana, a bolsa deve cair no período da manhã. Mas deve recuperar com força no período da tarde. Conforme mostra o IMA-entrada hoje foi um bom momento de entrada, mas segunda-feira deve ser um bom momento de entrada também. Mas não vai durar muito, por isso deve-se ficar de olho pois até sexta-feira que vem as bolsas devem voltar a cair de novo...". Segunda-feira a bovespa só caiu e na terça-feira também. Mas para quem teve sangue frio de esperar um pouco, na quarta-feira o Ibovespa aumentou e andou otimista.

O otimismo não durou até sexta-feira com dissemos. Logo depois da alta, saiu a notícia de possível rebaixamento dos títulos dos EUA pela Moody's e Standard & Poors. E em seguida saiu o rebaixamento da dívida da Irlanda. E depois os comentários sobre os bancos que podem quebrar na Europa. Foi o suficiente para a queda vertiginosa e constante na bovespa. De agora pra frente será assim, nervosismo o tempo todo na bolsa.

O IMA-entrada mostra alta atingindo seu valor máximo (1,0). Pode ser interessante entrar comprando para vender no final do dia. Alguma pequena alta deve ter na segunda-feira, mas talvez nada muito suficiente para recuperar as perdas. Um bom momento de entrar é quando o IMA-entrada começa a cair, pois pelo menos dá para ter algum lucro em rápido período de tempo. Até a votação do congresso dos EUA, todos os dias serão nervosos. E serão terrores quando ( e se ) as agências de risco rebaixarem os EUA. Elas terão coragem?

 

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

GOL compra Webjet que deixará de existir.

BNDES volta atrás e não vai participar da fusão Carrefour-Pão de Açucar

Ações da Brasil Foods tiveram alta recorde de 9,4% após autorização do CADE para fusão com a Perdigão.

Itália aprova austeridade fiscal para controlar possível crise.

 

 

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Indice de infação na China sobe para 6,4% anualizado.

Piora deficit da balança comercial dos EUA. Em maio ficou em 50 bilhões de dolares.

Moody's rebaixa Irlanda assim como a Grécia e Portugal.

Cresce temor de calote dos EUA em Agosto.

8 bancos da Europa não passam no teste de estresse.

 

 

PRÓXIMA SEMANA

Discussão de possível calote dos EUA.

Crise na Itália

Crise na Espanha.

 

 

 

 

dias observação 534

Eventos(sinais de alerta de crash)

40
Acertos 32 (80%)
Falsos Alarmes 08 (20%)
Queda média -2.20%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,91 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos