Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

07/11/2011 a 15/11/2011

 

Viva a República! O mesmo não deve estar sendo dito pelo ex-primeiro ministro da Itália, Berlusconi. Ao entrar no carro oficial pela última vez, foi experto ao sorrir para as câmeras, mas o som não era de aplausos. Muita vaia, muito cartaz e muita revolta da população italiana que finalmente se livrou desse tumor. Poderiam fazer o mesmo para todo o congresso que manteve Berlusconi com seu "voto de confiança" em quem levou a itália à bancarrota. Papandreous da Grécia também já é passado, mas a dúvida sobre a crise não foi embora como os políticos europeus esperava.

O plano de austeridade foi aprovado na Itália e na Grécia, mas os mercados continuam oscilando ao sabor das notícias. Nos EUA ainda nada se fez para a aprovação do plano de empregos de Obama. A construção de um oleoduto que iria cortar os EUA de norte a sul foi interrompido nessa semana. Os ambientalistas questionam os impactos ambientais. Menos empregos nas regiões com mais desempregados.

No Brasil a "fritura" indireta de ministros continua, mas ao contrário de outros tempos o mercado financeiro nem liga para essas coisas. A Bovespa está ensaiando ultrapassar os 60 mil pontos, o que deverá acontecer em breve. Com o 13o. salario e muitos corretores e gerentes pressionando os investidores à investir, o volume "caseiro" deverá aumentar. Os bancos tem que fecharem as metas e a pressão é cada vez maior, ligando para os telefones dos investidores pedindo investimento. Depois quando cai, gerente nenhum liga de volta pedindo desculpas.

O IMA-entrada intraday despencou essa semana, para o patamar mais baixo dos últimos meses, em 0,73. É também mais um indicativo de que a Bovespa vai subir nos próximos meses. O investidor de médio prazo tem um bom momento para as compras, mas deve ter a consciência que está investindo em algo que deverá se reverter em seis meses. O chamado "longo prazo" encurtou e o cenário ainda continua incerto para longo prazo acima de seis meses. Nouriel Roubini escreveu um artigo nessa semana prevendo que o euro vai deixar de existir se os países não quiserem dar calotes. Será?

Os estrangeiros ainda não voltaram no patamar de Fevereiro desse ano na Bovespa. Confira os estrangeiros em nosso monitor diário na "aba" estrangeiros.

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,73

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

Na análise de 04/11/2011 foi dito:"...Para a semana que vem, o IMA-entrada intradiário está diminuindo mostrando que a hora de comprar pode ter passado. Existe um pequeno espaço para compras, mas é arriscado. E o IMA-crash intradiário começa a aparecer bem devagar, quase zero. Pode ser que ocorra novamente uma correria para comprar e com isso o IMA-crash intradiário aumentará rápido. Se isso ocorrer na terça-feira à tarde ou quarta-feira a bolsa deve virar para baixo novamente. O quanto vai virar, vai depender da força do IMA. Se for acima de 0,8 a queda é grande...".

E quarta-feira passada a bolsa virou forte com o IMA-crash intradiário atingindo um máximo de 0,4. As incertezas sobre a saída de Berlusconi trouxeram a Bovespa e todas as bolsas do mundo para baixo. Mais um alerta correto do IMA, que avisou antes o perigo de mudança abrupta. O valor da queda da Bovespa foi de 3%, saindo do patamar de 59 mil pontos para 57 mil pontos.

Teremos uma semana curta depois do feriado de 15 de Novembro, com apenas três dias de negócios. Os dois indicadores estão praticamente nulos, mostrando um cenário de indecisão sobre compras e vendas. A julgar pelo cenário externo, a semana pode ser considerada mezzo-a-mezzo, oscilando ao sabor das notícias sem quedas muito acentuados nem subidas muito otimistas. Os próximos capítulos deverão ser desenhados apenas na sexta-feira, com um cenário mais claro para a semana que vem.

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

BERLUSCONI caiu e não é mais 1o. ministro da Itália

PAPANDREOU caiu e não é mais 1o. ministro da Grécia

Alemanha corta impostos em 6 bilhões de euros até 2014.

Inflação na China desacelera para 5,5% ao ano.

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

USIMINIAS sofre queda em sua demanda

Funcionários da PETROBRAS vão entrar em greve a partir de 16-Nov.

Segundo BC fluxo cambial ficou negativo em Outubro.

Olympus escondeu perdas de US$1,2 bilhão nos últimos 20 anos.

 

 

PRÓXIMA SEMANA

Observar os movimentos dos novos primeiros ministros da Itália e da Grécia.

Observar notícias sobre as agências de rattings. Podemos ter "presentes" de natal nada agradáveis.

dias observação 617

Eventos(sinais de alerta de crash)

46
Acertos 38 (82,6%)
Falsos Alarmes 08 (17,4%)
Queda média -2,45%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,80 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos