Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

12/07/2010 a 16/07/2010

Uma semana importante para o mercado americano. Goldman Sachs fez acordo para pagar 550 milhões de dólares ao governo americano por fraude na época da crise de subprime. A BP conseguiu finalmente estancar o vazamento do óleo e instantâneamente suas ações subiram. O congresso americano fechou e aprovou a nova regulação do mercado que tem 2300 páginas. As regras vão sendo criadas aos poucos e definitivamente somente em 2 anos saberemos o que muda. Já se sabe que será muito rígida, a mais rígida desde o "new deal" de 1929.

Com tantas notícias o mercado brasileiro ficou volátil acompanhando o resto do mundo. Com as notícas de quinta-feira (15/7) e sexta-feira (16/7) sobre os indicadores americanos e menor lucro de bancos como Citi, Bank of America e dados sobre estoques nos EUA as bolsas caíram. Como os analistas esperavam maior lucro dos bancos, o mercado embolsou os lucros do início da semana. Também o FED anunciou que a recuperação ainda está mais lenta do que os técnicos esperavam. Isso deixou todo mundo desanimado.

O IMA voltou para 0,66 nessa semana, indicando que o risco de queda abrutpa aumentou de duas semanas para cá.

IMA crash = 0,66

IMA entrada = 0,00

 

Na figura ao lado são apresentados três gráficos onde aparece em linha contínua preta o índice Ibovespa, com dados tomados automaticamente a cada 15 minutos.

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado.

 

Na análise de 09/07/2010 foi dito: O IMA de crash intraday está em 0,6, indicando que talvez o ibovespa ainda suba mais um pouco até outra virada para baixo. Acima de 0,8 a virada é sempre mais forte. No atual patamar, se nada acontecer nessa sexta-feira nos mercados abertos ao redor do mundo, na segunda-feira o Ibovespa deve subir um pouco para depois cair ou no final do dia ou na terça-feira. O gráfico intraday da figura anterior mostra que o Ibovespa abriu forte na segunda revertendo no final do dia. Na terça-feira ficou em baixa, voltando a subir no final da terça-feira e quarta-feira. E então reverteu caindo até o fim do pregão de sexta-feira.

Com isso voltou a aparecer forte o sinal de entrada no fim do pregão de sexta-feira. Na última hora o IMA-entrada apareceu e terminou o dia acima de 0,5. Isso indica que na segunda-feira o mercado deve continuar em baixa e na parte da tarde pode ser um ótimo momento de compras baratas. Mas como as notícias do fim de semana não foram animadoras, a cautela indica que devem ser analisadas as notícias que cercam a bolsa.Se o IMA-entrada passar de 0,8 na segunda-feira à tarde, compras para trades rápidos podem ser boas. Na segunda-feira antes do meio dia talvez não deva ser um momento adequado de compra. Com as definições do cenário, talvez à tarde seja melhor.

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

BP estancou o vazamento de óleo no Golfo fo México.

Congresso americano aprovou as novas regras do mercado fianceiro..

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Relatórios dos bancos americanos Citi e Bank of America pior que esperado.

Dados de estoques pior do que esperado

PRÓXIMA SEMANA

Reunião do COPOM

dias observação 301

Eventos(sinais de alerta de crash)

28
Acertos 21 (75%)
Falsos Alarmes 07 (25%)
Queda média -2.18%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,92 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos