Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

12/09/2011 a 16/09/2011

 

Que alegria, a crise terminou! Tudo está resolvido, não há mais desemprego, não há mais revolta popular e a Europa está de vento em popa. O Japão está excelente apesar de crescimento estimado em zero. Graças a .... China.

A China, tão criticada por ser economia fechada, por não ter direitos humanos, por invadir sites como os do Google, por vender produtos copiados abertamente, foi perdoada nessa semana. A Europa está disposta a esquecer tudo o que disse, tudo que acusou da China em troca dos bilhões que os chineses vão depositar na conta da Europa.

De joelhos, esta é a expressão para a Europa. Que moral terá os governantes europeus para criticar qualquer coisa de errado que a China faça? Se matarem o Dalai Lama, os europeus vão protestar? Os chineses só colocaram uma condição para ajudar a Europa. "Parem com as retaliações e de nos chamar de economia fechada". E a Europa concordou.

Não contente com o quatitative easing de seu país, Timothy Geithner deu idéia além da Europa aceitar ajuda chinesa, também a liberar dolares para os bancos. Foi exatamente a mesma idéia que ele deu para Henry Paulson, secretário do tesouro de Bush na crise de 2008. Bancos que nem precisam de dolares, receberão durante 3 meses, sem custo algum, quantos dolares necessários para manter-se capitalizados.

É claro que o mercado gostou, esperavam uma injeção de sangue e veio direto na veia uma bolsa de soro, DAX e CAC que apanharam um mês subiram mais de 4% quase todos os dias da semana. E o perigo disso? Já comentamos aqui. Esse dinheiro não gera emprego, os bancos vão colocar nas bolsas de valores, vão especular e quando errarem a mão teremos uma tragédia financeira ainda maior.

Enquanto isso, a idéia de Obama que é muito boa, está em banho-maria, pois os bancos de investimento não ganham nada com isso. É triste, muito triste perceber a alegria dos operadores nas bolsas européias, sem imaginar o cenário que o banco europeu está implantando.

No Brasil, agora viramos credores dos europeus. Entre 1980 e 1989, nenhum país da Europa veio aqui para emprestar dinheiro a juros baixo. Éramos submundo, atrasados e caloteiros. E agora, obrigam os BRIC a comprar títulos da Europa que não valem nada, sob ameaça de sermos retaliados. E o pior é que o governo brasileiro aceita pacificamente (leiam essa notícia "secreta" divulgada pela bloombeg). É um absurdo, nós também vamos ter que pagar pelo erro grego.

Se pelo menos nosso governo questionasse, colocasse imposições como a China está fazendo, tudo bem. Por exemplo, por que não dizemos ao Banco Central Europeu que vamos emprestar pra eles, mas todas as tarifas de carne devem cair? Por que não dizemos que eles devem importar mais soja sem barreira comercial? Ou comprar mais aviões da Embraer. Isso sim seria uma relação internacional decente. Nossa Bovespa subiu nessa semana, mas não tanto quanto na Europa.

O IMA-entrada diminuiu mais nessa semana. Atingiu seus 0,84 e se mais dinheiro for injetado nos bancos, a bolsa pode subir levando o IMA abaixo de 0,8. Mas ainda assim, olhando o cenário dos outros países, é arriscado uma entrada. O que acontece se a Grécia der calote, de repente? Ela tem 98% de probabilidade de fazer isso. O que acontece se a Standard & Poors agora rebaixar a França? A onda de venda volta com mais força ainda.

Os estrangeiros estão voltando pra bolsa timidamente. Confira em nosso monitor diário na "aba" estrangeiros.

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,84

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

Na análise de 09/09/2011 foi dito:"...Para a semana que vem a bolsa deve continuar caindo, pois o IMA-entrada está em rota ascendente. Talvez caia na segunda-feira e terça-feira de manhã. Então os compradores deverão voltar e se o IMA-entrada reverter pode ser um respiro para nova alta, somente na quarta-feira. Quem ainda não comprou para intraday, melhor esperar até terça-feira". E quem esperou até terça-feira não tem do que reclamar, se comprou, é claro. O Ibovespa começou segunda-feira caindo forte, mas reverteu com queda pequena de 0,17%. E então na terça-feira oscilou caindo em alguns momentos e quando o IMA-entrada estava em 0,93, saíram as declarações sobre o empréstimo chinês para a Europa. Então as quedas se reverteram para altas.

Apesar de oscilar, a tendência do Ibovespa foi de alta na semana, fazendo o IMA-entrada vagarosamente cair. O IMA-entrada caiu para 0,2, o mesmo valor do IMA-crash que voltou a aparecer nessa sexta-feira. Se nada mudar no fim de semana, a tendência é o IMA-entrada ir a zero e na segunda-feira a tarde o IMA-crash se reforçar. Se subir forte, terça-feira a tarde o Ibovespa poderá cair, ou então na quarta-feira de manhã. Se tiver alguma notícia ruim no fim de semana, o IMA-crash cai para zero e o IMA-entrada terá repique de alta. E se isso acontecer, o melhor é esperar o meio de semana para compar. Para quem está comprado, vale o risco de ainda se manter até terça-feira à tarde.

 

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

China comprará títulos da Itália

Previsão da Selic cai para 11% no fim do ano

Vendas no varejo sobem 7% anualmente no Brasil

FMI libera US$ 3 bi à Portugal nessa semana

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Probabilidade de calote da Grécia é de 98%

IPI para carros importados é de 30% agora

Aumenta desemprego nos EUA, 11 mil acima do esperado

Funcionário do UBS frauda trades em US$ 2 bilhões. Foi preso.

 

PRÓXIMA SEMANA

Olhar na Grécia e possível calote.

Discussão no senado americano sobre o pacote de Obama.

Observar a atitude do Brasil na compra de títulos da Europa. Na verdade o BRIC vai ser obrigado a comprar títulos.

dias observação 578

Eventos(sinais de alerta de crash)

43
Acertos 35 (81,4%)
Falsos Alarmes 08 (18,6%)
Queda média -2,39%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,89 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos