Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

13/06/2016 a 17/06/2016

 

A reunião do FED (Banco Central dos EUA) manteve a taxa de juros básica entre 0,25% e 0,5%, para alívio dos investidores na Bovespa.

Para o FED a economia está mais lenta do que esperado, o que produziu um jato de água fria nos ânimos. Como disse uma seguidora no Twitter, economia mais lenta nos EUA, porém ativa.

Ser lento não significa estar parado, mas devagar e sempre é muito bom também. Já no Brasil as incertezas só aumentam no quadro político e financeiro. O governo interino está até o pescoço com a corrupção segundo a divulgação das delações.

Com mais um ministro caindo por conta da corrupção, as votação tão desejadas pela equipe econômica vão sofrer resistências. E nem mesmo essas mudanças vão surtir efeito imediato. E ainda podem piorar para o trabalhador, caso realmente se confirmem as mudanças na previdência e CLT.

E o mais engraçado é que o representante mais chegado do governo, ligado aos trabalhadores, acaba de aparecer na delação de propinas. O nome de Paulinho da Força agora faz parte da lavajato.

Com tudo isso, a pessoa comum, aquela que trabalha e sempre depende da pequena correção salarial anual, é quem mais é punida. Sempre sobra pra ela e nunca para os milionários.

Mesmo na bolsa, os pequenos investidores sempre saem ganhando menos do que os grandes investidores, que sabem das notícias antes. A USIMINAS vinha disparando há alguns meses, quando escrevi meu artigo no site. Dizia que tinha algo escondido sendo vazado. Nessa semana apareceu. (ver o artigo " Usiminas em alta?").

A USIMINAS conseguiu reestruturar sua dívida com Itaú, BB e BNDES. Isso não surgiu nessa semana, mas já vem de bom tempo sendo vazado para os grandes investidores e grandes fundos.

Na Europa a guerra entre torcidas deixa de lado a pobreza de espírito quanto ao tratamento dos refugiados. A organização Médicos Sem Fronteiras declarou que vai rejeitar qualquer doação da União Européia. Eles repudiam o tratamento dado aos imigrantes.

Nos EUA a guerra agora está declarada e Obama entra no bate-boca com Trump. Ainda nos EUA o preço do petróleo começou a semana em baixa a espera da reunião do FED. Nessa sexta-feira subiu 4% e retornou ao patramar do início da semana.

O investimento estrangeiro na Bovespa teve uma leve alta nessa semana. Deverá aumentar um pouco no próximo mês com a manutenção da taxa de juros nos EUA. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário aumentou bem nessa semana, chegando com as baixas do Ibovespa a cravar a maraca de 0,75. Deverá aumentar um pouco mais na próxima semana, se as baixas na Bovespa continuarem.

 

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,75

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Em nosso relatório do dia 10/06/2016 escrevemos: "....As ações ainda devem cair mais um pouco na segunda-feira e o momento ideal de compra aparecerá quando o IMA-entrada começar a cair. Isso só deverá acontecer na manhã de terça-feira..."

Um bom momento de compra foi na terça-feira como escrito, mas não pela manhã e sim por volta das 15:50h. Foi nesse momento que o IMA-entrada começou a estacionar em 0,6. Quando ele começou a voltar as ações começaram a apresentar alta moderada.

Na quarta-feira o Ibovespa abriu animado e ao meio dia estava em 49.339 pontos com a tendência do IMA-entrada se invertendo para queda. Na quinta-feira o Ibpovespa deu um susto no investidor, despencando logo na abertura para 48.107 pontos. Mas então o Ibovespa virou e subiu rapidamente num rally espetacular para 49.300 pontos.

A reunião do FED e sua decisão em manter os juros estáveis nos EUA animou a entrada de mais compradores. Na sexta-feira os preços dispararam na abertura, mas..... como pode ser visto acima ocorreu um rally para o IMA-crash. Isso foi um indicativo de que o Ibovespa não aumentaria mais.

E não aumentou mesmo. Dos 50.190 pontos o Ibovespa veio caindo hora após hora chegando a 49.503 pontos.

Para segunda-feira, podemos esperar uma grande queda no Ibovespa. O IMA-crash intraday está altíssimo, ao redor de 0,7. E como sua tendência está em queda, vamos nos preparar para uma virada bem forte no Ibovespa, que deverá se prolongar até quarta-feira.

Quando o IMA-crash chega a ultrapassar os 0,8 pontos, o Ibovespa retorna algo de 7%. Do pico da abertura nessa sexta-feira, quando o IMA-crash estacionou, o Ibovespa já caiu 1,3%. O alerta de crash está ligado e ativo no canal de assinantes.

Uma ação com enormes chances de queda forte é da RENT3. Como pode ser visto no gráfico a seguir, o IMA-crash dessa ação passou de 0,8, estacionou e agora começa a cair. É sinal de grande queda a frente.

RENT3 - IMA-crash x Preço

Segurem a GGBR4. A sua queda já começou quando o IMA-crash cravou em 0,8. Segunda-feira essa queda poderá piorar. Vejam o gráfico a seguir.

GGBR4 - IMA-crash x Preço

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

ULTRAPAR compra ALE

USIMINAS chega a um acordo com BB, ITAÚ e BNDES sobre sua dívida.

FED mantém taxa de juros nos EUA

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Novo presidente da PETROBRAS estuda reduzir salários em 25%

STF nega pedido de prisão de Renan, Sarney e Jucá.

 

PRÓXIMA SEMANA

IPCA-15 de Junho

Pronunciamento da presidente do FED

Índice de Confiança do Consumidor nos EUA

dias observação 1677

Eventos(sinais de alerta de crash)

109
Acertos 101 (92,7%)
Falsos Alarmes 08 (7,3%)
Queda média -2,91%
Queda máxima -7,77%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,69 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos