Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

14/09/2015 a 18/09/2015

 

A presidente do FED (Banco Central dos EUA) é a mulher mais forte do mundo na atualidade. Janet Yellen, graduada na universidade Yale e pertencente ao partido democrata, deu um show nessa semana.

Sua coletiva colocou os pingos nos "is" dos jornalistas. Em coletiva transmitida ao vivo pela Bloomberg, Yellen leu primeiramente um extenso e denso documento, justificando o porque de não aumentar a taxa de juros nos EUA.

O documento foi muito bem fundamentado, dizendo em diversas partes que o FED (leia-se ela) não olha apenas PIB, nem gráficos, mas todo o contexto econômico e financeiro, desde taxa de desemprego até vendas de casas. Não adianta, segundo ela, os analistas ficarem apenas estimando crescimento da economia com base no PIB ou inflação, não é isso que o FED vai fazer.

Questionada quando os juros subirão, ela respondeu que previsão não é o campo do FED. Eles olham sempre o momento atual.

Ainda insistente, outro repórter perguntou se ela acha que os juros poderão subir nesse ano. Ela friamente respondeu que alguns diretores do FED apostam na alta dos juros em outubro, mas que isso não importa, pois os juros só aumentarão quando os dados permitirem.

E foi assim, aumento zero. A bloomberg colocou uma camêra dentro do pregão do Dow Jones e um contador digital marcando minutos para divulgação sobre a taxa de juros. Os negócios quase pararam, e então se escutou um "ohhhh" sinal que nada ia ser modificado.

Então o índice Dow Jones despencou, mas depois voltou a subir e se estabilizou. O troco do mercado veio hoje, sexta-feira. A queda no Dow Jones teve mais de 3 dígitos. Com 290 pontos a menos, o índice Dow Jones perdeu 1,74% e está no patamar de 16.384 pontos.

No Brasil, a Bovespa repercutiu bem o pacote do governo e subiu forte no dia do anúncio. Mas depois, quando a análise foi melhor estudada, o desânimo voltou a operar na bolsa.

Na Europa, ainda na repercussão da manutenção dos juros dos EUA, as bolsas caíram muito forte. O índice alemão DAX sofreu um verdadeiro "crash" hoje, com 3% de queda. Além dos juros americanos, estão todos preocupados com a política imigratória para os sírios. O aumento da taxa de desemprego está tirando a noite dos alemães.

O saldo acumulado dos investimentos externos na Bovespa continua em forte queda. A velocidade da queda poderá aumentar se os juros nos EUA sofrerem alta. Como eles se mantiveram estáveis, ainda a Bovespa ganhou um respiro para os estrangeiros. .Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

Com a forte alta no início da semama na Bovespa, com os papéis da Petrobras passando de 8%, o IMA diário teve leve queda chegando a 0,877. Isso não é uma comemoração, visto que a tendêmcia de longo prazo ainda é de alta nesse medidor. Para compras de longo prazo pode ser um bom momento, mas para curto prazo é muito perigoso.

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,877

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Na última análise de 11/09/2015 foi dito: "....Para a semana que vem, como o IMA-entrada intradiário está ainda em fase de crescimento, poderemos ter uma segunda-feira ainda de baixa. A situação só deverá se normalizar na terça-feira..."

E a situação se normalizou na terça, mas avançou de verdade na quarta-feira e arrancou na quinta-feira. O Ibovespa disparou com o pacote do governo, chegando a atingir seu recorde semanal em 49.335 pontos.

E como o Ibovespa aumentou muito rápido e forte, o IMA-crash apareceu na terça-feira, quando o Ibovespa estava em 47.600 pontos. E quando o IMA-crash passou de 0,8, como sempre mencionamos em sua estatística, o Ibovespa não aguentou.

Com o estresse captado pelas wavelets do IMA-crash, o Ibovespa caiu forte o dia inteiro dessa sexta-feira. Dos 49.335 pontos de seu ápice na quinta-feira, o Ibovespa terminou sexta-feira em 47.264 pontos.

O IMA-crash avisou antes de uma queda forte, que se concretizou em 4,19% até o momento. Digo "até o momento", pois como o IMA-crash ainda não zerou, segunda-feira poderá ainda abrir em forte queda, pelas fofocas jornalísticas do fim de semana.

Uma possível alta apenas na terça-feira à tarde, se o IMA-entrada que agora está aparecendo se arrefecer e voltar a cair.

E o alerta positivo para o Ibovespa se repetiu para quase todas as ações de nosso canal interno de clientes. Como podemos notar, por exemplo,

Banco Brasil (BBAS3): IMA-crash Acertou.

Comparação BBAS3 x IMA-crash

BRADESCO (BBDC4): IMA-crash acertou.

Comparação BBDC4 x IMA-crash

BVMF3: IMA-crash acertou.

Comparação BVMF3 x IMA-crash

RENT3: IMA-crash acetou.

Comparação RENT3 x IMA-crash

HYPE3: IMA-crash acertou.

Comparação HYPE3 x IMA-crash

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

COSAN pagará dividendos de R$ 0,39 por ação

Produção Industrial na China cresceu 6,1% em agosto na comparação anual.

PETROBRAS propõe redução de jornada para trabalhadores administrativos.

Taxa de juros nos EUA se mantém inalterada, próxima de zero.

Brasil registra recorde histórico na produção de petróleo, em 2,88 milhões barris em agosto

 

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

ESTRELA quer recomprar todas as ações e fechar captal na bolsa de valroes

13% do capital do laboratório Fleury foram vendidos para Advent Internacional

HP vai demitir 30 mil funcionários

Standard & Poors rebaixou nota de crédito do Japão

PETROBRAS propôs reajuste salarial de apenas 5,73%.

Volks reduz jornada de trabalho em 20% para 11 mil funcionário em S.Bernardo

CPMF poderá voltar e ficar até 2019

 

PRÓXIMA SEMANA

Relatório da pesquisa mensal de emprego em Agosto no Brasil

Pedidos de bens duráveis nos EUA

Divulgação do PIB do segundo trimestre nos EUA

Indice de confiança do consumidor nos EUA

 

dias observação 1495

Eventos(sinais de alerta de crash)

98
Acertos 89(90,8%)
Falsos Alarmes 09 (9,2%)
Queda média -2,70%
Queda máxima -6,91%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,66 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos