Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

16/03/2015 a 20/03/2015

 

Quatorze anos depois, finalmente o índice Nasdaq volta ao seu recorde e patamar máximo de 5.000 pontos. A última vez que isso aconteceu foi na semana de 7 de Março de 2001. Ainda existia o World Trade Center em New York. Faz tempo, muito tempo.

O gráfico abaixo mostra a trajetória do Nasdaq que está se alavancando mais do que a situação econômica americana proporciona. Apesar de números bem interessantes e positivos, o que se comenta é que o consumidor está mais receoso de comprar nos EUA. As pessoas estão comprando menos a crédito e mais à vista, o que os comerciantes de lá não estão muito acostumados. Mas isso é muito bom.

Nessa semana mais um alívio veio por conta do FED, que deu a entender que poderá aumentar a taxa de juros, mas que em sua visão, a inflação não está preocupante. Isso deu um alívio geral e as bolsas dispararam.

Outra trégua foi o embate entre Grécia e Alemanha. Comentou-se que até dia 8 de Abril a Grécia receberá um novo pacote bilionário para acertar as contas. A Alemanha já disse que todo mundo vai ter que desenbolsar mais do que tem feito atualmente.

E com tudo isso, o preço do petróleo, apesar de cair pesado no início da semana, e ficar por volta de US$ 42, subiu bastante nessa sexta-feira, voltando aos US$ 45,00 / barril.

No Brasil continua a mesma novela já conhecida. Uma CPI que chamou um ex-diretor da Petrobras que não falou nada. Pressionado, Duque se calou, mas estava visivelmente com vontade de brigar bastante. Se segurou e ao final disse que nunca achou que ficar calado era tão difícil. E quem pagou sua viagem com o avião da PF? Nós.

O ministro da Fazenda, Levy, assumiu o corpo a corpo em seu embate para o plano de conteção de despezas. Mas está difícil, ninguém quer cortar a própria carne. Ele já alertou que está restando pouco espaço para corte por conta dos acordos políticos e vai sobrar pra quem? Nós.

E com os ânimos dos investidores, eles voltaram a comprar forte na Bovespa, aumentando bastante sua participação nessas últimas semanas. Hoje mesmo a entrada foi forte, fazendo o Ibovespa ter outra boa alta. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário caiu um pouco mais nessa semana, chegando a 0,76. Para investidor que tem paciência para esperar, um longo prazo para aguardar o retorno, é um bom momento de compra.

IMA crash = 0,0

IMA entrada = 0,76

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Na última análise de 13/03/2015 foi dito:"...Para a semana que vem, o Ibovespa pode ser uma boa opção de compra para quem está fora. Mas como o IMA-entrada voltou a subir, talvez a melhor opção não seja comprar na segunda, mas esperar um pouco para ver quais as notícias que farão o índice subir. Se o sinal do IMA-entrada cair forte, aí sim é a hora de comprar..."

E foi uma excelente oportunidade de compra realmente. Com o IMA entrada indo a zero, com tendência forte de queda, mostrou que o Ibovespa estava mesmo com vontade de "subir" ladeira acima. E subiu forte.

Dos 48.475 pontos da segunda-feira, o Ibovespa chegou aos 52.000 pontos, uma bela alta de mais de 7% nessa semana. IMA-entrada indo a zero é um alívio para todos, mas IMA-crash aparecendo nos preocupa novamente.

O IMA-crash intradiário de 15 minutos no CANAL ONLINE terminou a semana em 0,8 pontos. Alerta redobrado na bolsa semana que vem. Na segunda-feira o Ibovespa poderá começar animado, mas se intensificar o IMA-crash, na parte da tarde ou na terça-feira pela manhã, teremos queda forte. Por isso, quem está de fora, agora pode ter perdido o "bonde" e seja melhor ter cautela para esperar.

Claro, para quem gosta de entrar "vendido" no futuro, quem sabe não pode acertar?

E ainda foi dito na semana passada:

"...E a ação FIBR3 está em momento bastante "perigoso" de queda forte como todas as outras ações já alertadas acima. A FIBR3 tem um IMA-crash de 0,9 (linha vermelha) e a queda será violenta na semana que vem...."

Bastante perigoso, e caiu. Não só perigoso mas com queda forte como pode ser visto no resultado da semana abaixo. E como seu IMA-crash ainda não zerou, pode continuar a cair na próxima semana.

Desempenho da FIBR3 na semana

O investidor deve ter cuidado com Bradesco (BBDC4), pois mesmo com um bônus de 20% a mais de ações para cada acionista como parte de aumento de capital social, o IMA-crash está bastante estressado. O IMA-crash da BBDC4 está acima de 0,8, e como todos que acompanham o IMA sabem, acima desse valor a probabilidade de queda forte é muito grande. Veja o gráfico da BBDC4.

No CANAL de assinantes existem outras ações com bastante perigo de forte queda na semana que vem. Confira quais são.

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

PETROBRAS inicia produção em outro campo de petróleo nessa semana, o P-61.

Vale (VALE5) submeteu ao conselho proposta de dividendos de US$ 0,19 / ação.

BRADESCO (BBDC4) anunciou um aumento no capital social. Os acionistas terão bonus de 20% em ações.

Eike foi multado em R$ 1,4 milhão pela CVM.

COSAN (CSAN3) obteve lucro de 22,9% em 2014.

FED reduz estimativas sobre inflação nesse ano nos EUA.

 

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

PETROBRAS não faz mais parte do Indice Dow Jones de sustentabilidade.

OPEP estima queda de 60% na produção de petroleo nos EUA.

Eike culpa geólogos por excesso de otimismo.

PDGR3 não reverte prejuízo. Em 2014 seu prejuízo liquido consolidado foi de R$ 475 milhões.

 

PRÓXIMA SEMANA

Sondagem da industria brasileira para Março

Vendas de casas novas nos EUA em Fevereiro

Sondagem do Índice de Preços ao Consumidor de Março.

Sondagem do nível de construção civil em Março.

Nível de emprego no Brasil em fevereiro.

PIB do 4o. trimestre nos EUA.

Nível de confiança do consumidor em Março nos EUA.

dias observação 1373

Eventos(sinais de alerta de crash)

88
Acertos 79 (89,7%)
Falsos Alarmes 09 (10,3%)
Queda média -2,69%
Queda máxima -6,91%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,66 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos