Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

16/05/2016 a 20/05/2016

 

Descontrole geral do atual governo. É normal quando existe uma troca de equipe, a nova equipe mudar a filosofia de atuação. Mas todo bom empresário sabe, que essa mudança deve ser gradual, para não impactar negativamente os negócios da empresa com credores, com bancos, com clientes e com seus funcionários.

Não tem algo pior dentro de uma governança corporativa se a insegurança dos funcionários for transparente e atingir os clientes. O cliente percebe quando uma empresa vai mal, quando os funcionários comentam sobre o chefe, sobre o salário, enfim, "abrem o jogo" com estranhos.

Esse é o governo do presidente em exercício. Em três dias quis fazer o que poderia levar 6 meses. Trocou tudo (até quadros?), mexeu em tudo, mexeu em todos. O presidente fala uma coisa, os ministros falam outra, e as atitudes são outras.

Um dia é certeza de um fato, mais tarde talvez e antes de dormir tudo volta ao que era antes. Nada de surpresa para o PMDB. Temer veio do covil de mais ruim dentro desse partido. É só lembrar como foi o governo Sarney.

O ministro da Fazenda de Sarney falava uma coisa, era desmentido depois pela imprensa, e no dia seguinte tudo voltava ao que era antes. Ninguém se entendia no governo Sarney. Apesar de uma boa equipe econômica, o governo Temer é repeteco de Sarney.

Só a equipe econômica não salva o país. Já vimos isso antes. Indo um pouco mais longe, de nada adiantou o ministro da Fazenda Mario Henrique Simonsen ser bom. Trabalhando com trapalhões da época dos militares a inflação disparou sem controle do mesmo jeito.

Aposentadoria vai ser mexida? Sim. Talvez. Não. Bem agora no fim de semana, Meireles diz que a previdência tem que mudar só para quem está dentro do mercado de trabalho? Como? Vamos ser punidos e quem vai entrar depois vai se beneficiar? Isso é conversa de louco. É que ele já se aposentou, tem sua fazenda, e agora mudando ou não, para os políticos com certeza não muda nada.

Já foi anunciado nessa sexta-feira da grande possibilidade de novo aumento da Selic. E o desemprego? E as palavras de "conforto" ditas no programa da Rede Globo?

Gasolina terá aumento de 30%? Tudo isso, com uma inflação de 10%? Só vai realimentar o processo de inflação. Mexer em tudo ao mesmo tempo, e com toda potência ao mesmo tempo é tiro no peito.

E para completar, trocou o presidente da Petrobras. Bendine vinha fazendo um trabalho sério, mexendo nas regras da governança da empresa, trazendo os funcionários para conversar, fechando postos inativos, vendendo ativos para pagar dívidas, entrando em contato com credores, abrindo novas linhas de financiamentos, esticando o prazo dos juros de médio porte e, o melhor, não era político.

Pronto, agora vai entrar um político no comando. Pedro Parente já esteve lá, e foi graças a ele e seus amigos que tivemos apagão da eletricidade, dolar disparando, Selic a 50% de um dia para outro e voltamos a emprestar dinheiro do FMI. Quem não leu meu livro, recomendo ler a primeira parte. Está tudo lá o que aconteceu exatamente quando esse povo esteve com a gente no final da década de 1990.

E os investidores sentiram isso. Essas declarações absurdas de crise pior do que esperado são alentos de quem deseja se proteger de críticas futuras. Sim, a situação está difícil, mas vai ficar mais difícil e incontrolável se ao invés de água jogar gasolina ao fogo e de forma desnecessária.

O presidente em exercício disse que era "proibido falar em crise". Pois é... nem seus ministros concordam com ele.

A briga entre os partidos deveria cair fora da economia, mas a raiva é tão grotesca e tão aberta entre os dois grupos, que todo o mundo econômico se contaminou e os investidores estão vendendo "Brasil". Não é por aí.

A imprensa nacional está se tornando insuportável. Deixou de ser burra para ser assassina de pensamentos. Agora ficam o tempo todo dizendo que os investidores estão apreensivos por causa do FED e da crise do petróleo.

Ficam afirmando que o mercado internacional está caindo e está se refletindo no mercado brasileiro. Que a queda em nosso mercado é devido a queda internacional.

O que? Esse gráfico a seguir mostra alguma queda ou apreensão?

Esse é o gráfico do Dow Jones dos últimos 3 meses. Assim como o governo anterior mentia sobre uma crise externa, a imprensa agora inventa a mesma crise que eles criticavam.

O desemprego nos EUA está caindo, estacionado agora perto dos 5%, nada comparável aos 11% de outros anos.

Já o gráfico a seguir é do Ibovespa. São os valores em pontos dos últimos 30 dias. Só queda, muito ao contrário da estabilidade do Dow Jones. Os intervalos de dados são diferentes para notarmos o que aconteceu depois da transição dos governos.

Depois a imprensa inventou que a queda das ações da Petrobras foi devido à queda no preço do Petróleo internacional. Que queda? Na últma semana a oscilação foi sazonal e normal, dentro da estabilidade do preço dos últimos tempos.

O preço do Barril terminou sexta-feira em Nova Iorque a US$ 48,46. O gráfico a seguir mostra o preço do barril em 5 dias de negócios. Não existe queda.

Então, esse negócio de implantar notícia para favorecer, ou desfavorecer um governo deve parar. O pequeno investidor, o trabalhador, enfim a população que não conhece mercado financeiro fica apreensiva acreditando ser verdade o que aparece nos jornais.

E não é. Porque jornalista econômico não entende de economia, é papagaio de pirata e só repete o que os outros querem. Quase sempre repetemo que o chefe quer que eles falem.

Nossa crise, ou melhor, nossa oscilação da última semana não tem nada de mercado internacional, mas das declarações e atitudes desencontradas do novo governo.

O investimento estrangeiro na Bovespa teve outra semana de queda. Os investidores estão assustados com as declarações inconsistentes e esperando novas tendências para se decidir. Estão vendendo ativos para esperar. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário parou de cair nessa semana. Estabilizou no mesmo patamar da semana passada e sua tendência de queda poderá se interromper. Se o Ibovespa continuar caindo, o IMA-entrada diário poderá voltar a subir, infelizmente.

 

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,57

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Em nosso relatório do dia 13/05/2016 escrevemos: "...Para a semana que vem, os investidores vão ainda digerir as novas medidas e talvez na segunda-feira o presidente do BC seja outro. Então, é provável que o Ibovespa ainda caia até o final de segunda-feira, pois o IMA-entrada está em ascendente. Uma possível recuperação vai começar apenas na terça-feira...".

O presidente do BC mudou. Mas a recuperação esperada não veio. O IMA-entrada que estava em tendência de alta realmente subiu ainda mais. Isso foi reflexo da queda mais acentuada no Ibovespa.

Na segunda-feira o Ibovespa ficou quase estável, mas na terça-feira desabou dos 51.724 pontos para 50.801 pontos. Com isso o IMA-entrada intradiário aumentou mais ainda atingindo 0,6.

Na quarta-feira o Ibovespa tentou um rally de alta, mas não resistiu e depois do almoço o Ibovespa desabou. Isso fez novamente o IMA-entrada disparar.

Na quinta-feira o Ibovespa chegou a 49.600 pontos, mas depois tentou recuperar. Nesse momento o IMA-entrada passou de 0,7 e começou a retroceder. Na sexta-feira o Ibovespa abriu em alta, com grandes investidores tentando injetar montantes volumosos para forçar uma alta. Não adiantou e diante do desânimo das notícias, tudo virou após as 15:00.

Ao final da sexta-feira o Ibovespa chegou abaixo de 49 mil pontos, para depois subir um pouco e fechar a semana em 49.722 pontos.

O IMA-entrada está em queda, mas nas últimas horas da sexta-feira a queda parou e não chegou a zero. Isso pode indicar mais queda do Ibovespa na abertura dos mercados na segunda-feira pela manhã.

O melhor seria esperar o IMA-entrada chegar a zero para se ter certeza de mudança de rumo no Ibovespa. O valor de 0,3 ainda é alto para o IMA-entrada e comprar ações logo na abertura do pregão pode ser perigoso. No entanto, para quem almeja lucro em alguns dias, pode ser um bom negócio uma compra.

O gráfico a seguir é do IMA-crash e IMA-entrada desde o dia 9 de Maio. O que vemos é um belo acerto no alerta de crash (linha vermelha). A queda desde o dia 9 foi de 6,7%, alertada algumas horas antes de tudo começar.

O IMA-entrada está em queda, mas como a velocidade está diminuindo, pode ser que o IMA-entrada aumente na segunda-feira novamente. Sinal de mais queda no Ibovespa.

 

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

CEMIG vai vender ativos para diminuir a alavancagem

ELETROBRAS afirma que financiamentos não possuem obrigações de listagem das ações na NYSE

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

PETROBRAS não pagará dividendos

Volks coloca em férias coletivas 4 mil funcionários

Meireles troca presidente do BC

Presidente da Gerdau é indiciado na operação Zelotes

Queda de 28% na venda de TVs no trimestre

GASOLINA poderá aumentar 30%

NTSE suspende ações da ELET6

SELIC pode subir

 

 

 

PRÓXIMA SEMANA

Relatório de sondagem da Indústria (Brasil)

Expectativa de inflação dos consumidores

INCC de Maio

Divulgação do PIB do 1o. trimestre nos EUA

Feriado de Corpos Christi

 

dias observação 1658

Eventos(sinais de alerta de crash)

109
Acertos 101 (92,7%)
Falsos Alarmes 08 (7,3%)
Queda média -2,91%
Queda máxima -7,77%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,69 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos