Ibovespa diário- Resultados - 18/1/2010 a 22/01/2010

O Ibovespa diário ficou alguns dias oscilando entre 68 mil e 69 mil, mas nessa semana desabou. Com uma queda de 5% na semana foi a segunda pior bolsa no mundo. Conforme alertado em nosso post sobre o aperto de Obama aos bancos ( O silÍncio dos inocentes ) e sobre nossa previsão no fim do ano ( 2010: diagnůsticos e prognůsticos ) a segunda onda está chegando. O aperto vai ser ainda maior pois com o relatório de desemprego também nada bom, o presidente Obama está furioso com o descumprimento do acordo no ano passado. O dinheiro emprestado era para a finalidade de aumentar o emprego e com isso gerar nova renda para tentar diminuir o déficit americano. Como nada disso foi feito, pois os bancos estão manipulando as bolsas com relatórios bem fora da realidade, o governo dos EUA está estudando mais regras duras. O índice IMA reflete isso pois está se movendo para baixo. Saiu de um patamar acima de 0,9 cerca de um mês atrás e agora está em torno de 0,85. Se esse valor ficar abaixo de 0,8, o Ibovespa não volta tão cedo ao patamar de 70 mil e seguirá caindo nesse primeiro semestre com as perdas já previstas nesse site (entre 30% e 40%).

Bovespa intraday- Resultados - 18/1/2010 a 22/01/2010

Na figura ao lado são apresentados três gráficos onde aparece em linha contínua preta o índice Ibovespa, com dados tomados automaticamente a cada 15 minutos. A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado.

Nessa semana, com a queda e o deslocamento do Ibovespa para baixo de 66 mil pontos em alguns períodos, o único sinal que estava aparecendo na segunda-feira (18-1-2010) era de modesta compra. Esse sinal se reforçou e atingiu seu patamar de recomendação de forte compra (compra rápida de 15 min significa ficar comprado por poucos dias apenas até o sinal de venda) na quinta-feira. O sinal de compra está perdendo força, mas pode voltar ao máximo se no fim de semana notícias que assustem os investidores aparecerem. Recomendação de compra por poucos dias mantida, ou até o sinal de crash aparecer.

Análise IMA