Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

20/06/2016 a 24/06/2016

 

Não poderia ser diferente. A semana termina péssima com a decisão do referendo no Reino Unido de deixar a União Européia. Os mercados sentiram e vão sentir ainda mais nos próximos dias.

Retaliações vão surgir de todas as partes contra o Reino Unido. Inclusive dentro do Reino Unido, já se abriram pedidos de referendos para desligamento da união histórica entre País de Gales e Inglaterra.

As ações dos bancos ingleses são as que mais estão sentindo e os mesmos já recorreram ao governo inglês para garantir liquidez. O governo inglês disse que possui 250 bilhões de libras para sustentar o setor financeiro.

A França, Alemanha e Itália pediram urgência para que o Reino Unido deixe a União Européia o mais rápido possível. Hostilizações já começaram entre moradores da França e Inglaterra, com provocações sobre a saída.

Mas, a vida dessa união também não será tão fácil. De uma certa forma, muita gente está desgostosa com as condições da UE. E dentro da própria França existe uma corrente também querendo um referendo para deixar a UE. A principal candidata à presidência da França deseja sair da UE.

Enfim, um retrocesso enorme se dá nesse novo, mas já combalido século. Tudo que fora plantado no final do século passado, com o fim das barreiras e o fim da divisão entre os povos, está se perdendo por essa nova geração de políticos e jovens retrógrados.

Tempos muito difíceis se espreitam em nossa janela. A intolerância aumenta dia após dia, com candidatos de extrema direita crescendo no interesse popular. Se esqueceram ou jogaram no lixo o aprendizado sobre os genocídios e guerras passadas.

Diante desse cenário a economia vai sofrer ainda mais. Com a recriação das barreiras de alfândegas, os preços vão subir na Europa. E vão subir dentro de cada país, novamente criando distorções e variabilidades econômicas indesejáveis de país para país.

Com o aumento dos preços, novas taxas de juros cada vez mais altas poderão fazer parte do cenário econômico nos próximos anos. E com isso, o desemprego que já está alto, poderá simplesmente matar uma porção de jovens ainda ingressantes no mercado.

Nos EUA a guerra já começou, tanto no bate-boca entre Hillary e Trump quanto nas ruas com o cidadão comum. Brigas acontecem e vão aumentar a medida que os debates entre os dois candidatos começarem a acontecer.

Se o Brasil está dividido nos dias atuais, agora será a vez dos outros países, como os EUA, Reino Unido e Europa. As relações multilaterais entre os blocos estão ameaçadas. Num primeiro momento ocorrerá uma parada total para se estudar os acontecimentos. E depois, novas regras ou mesmo o término desses blocos deverá ocorrer.

Nesse governo interino do Brasil, a onda de privatização vai começar. Diante da crise econômica mundial que surge, com toda certeza, essa equipe que se chama governo fará as mesmas besteiras de outrora. Vão vender patrimônio público a preços irrisórios.

Ou alguém acha que grandes investidores, diante da crise na Europa vão querer pagar o valor real para os ativos e patrimônios do Barsil? Acorde, quem confia nesses nossos políticos.

E ladrão por ladrão, vão vender e novamente o dinheiro vai sumir no bolso deles. Nesse atual governo, mais de 10 ministros estão envolvidos na lavajato ou outro processo. Inclusive o próprio presidente em exercício, que posa de honesto.

Agora Temer já força a barra para que, ainda nesse ano, os juros baixem. Cadê a tão exclamada independência do Banco Central? E a ajuda aos estados? O rombo será de 50 bilhões de reais e Meireles diz que isso já está computado no novo orçamento?

Como é isso? Então quer dizer que o rombo original dito por ele quando assumiu, não era de R$ 170 bilhões? Na verdade o que parece agora é que ao invés de deficit de R$ 170 bilhões, Meireles mentiu ao congresso e na verdade pediu uma linha de crédito para abir a carteira.

E com tudo isso, o investidor estrangeiro não está nada animado com o Brasil. Jornais internacionais de finanças estão semalmente citando a bagunça e os roubos que os políticos estão fazendo.

O investimento estrangeiro na Bovespa teve mais uma leve alta na semana, mas isso é passado. Como esse dado demora dois dias para se atualizar, com certeza na semana que vem poderemos ver o estrago que o Reino Unido fez no fluxo de estrangeiros para a Bovespa. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário aumentou nessa semana para 0,77, mas diante na mais recente queda, poderemos ver esse índice aumentar nos próximos dias.

IMA crash = 0,00

IMA entrada = 0,77

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Em nosso relatório do dia 17/06/2016 escrevemos: "....Para segunda-feira, podemos esperar uma grande queda no Ibovespa. O IMA-crash intraday está altíssimo, ao redor de 0,7. E como sua tendência está em queda, vamos nos preparar para uma virada bem forte no Ibovespa, que deverá se prolongar até quarta-feira....Quando o IMA-crash chega a ultrapassar os 0,8 pontos, o Ibovespa retorna algo de 7%..."

O IMA não sabia nada de referendo. E nos alertou sobre essa queda uma semana antes. Na verdade, dentro do CANAL de assinantes, tivemos 3 alertas bem claros como pode ser visto acima, com a linha vermelha. Três picos de alta no IMA-crash anunciaram 3 quedas consecutivas. Acertou todas.

E o último alerta foi no final da tarde de quinta-feira, parece já premeditando que o Reino Unido sairia da UE.

Na segunda-feira o Ibovespa teve um bom ganho e só perdeu força após o meio dia, Mas foi caindo hora após hora e abriu em queda forte na terça-feira, quando o IMA-crash já estava em trajetória descendente. Dos 50.754 pontos da segunda-feira, o Ibovespa chegou ao fundo de 49.708 pontos na terça-feira.

Boatos deram conta de que o Reino Unido votaria para ficar na UE. E então as bolsas ao redor do mundo aceleraram.

O Ibovespa subiu tanto que na quarta-feira chegou a 51.153 pontos. O IMA-crash nos alertou novamente de queda forte. Logo em seguida viu-se o Ibovespa virar e cair forte.

No final da quarta-feira o Ibovespa já estva em queda e fechou o dia em 50.080 pontos. Novamente na quinta-feira novos boatos diziam que o SIM ganharia no Reino Unido.

Os ânimos estavam exaltados, com analistas projetando ganhos espetaculares, mas...

Novamente o IMA-crash subiu e passou do limite de 0,8 pontos. Alerta ligado. E veio a sexta-feira. Dos 51.672 pontos, o Ibovespa abriu em 49.628 pontos. Queda de 4% logo na abertura. E ficou no patamar de 49.900 pontos ao longo de toda sexta-feira.

As 16:30, depois de tanta queda, o IMA-entrada começou a aparecer. Sinal de que na segunda-feira teremos talvez um aprofundamento das quedas no Brasil. Parando para pensar, até que a queda foi pouca. Olhando para a Europa, a Espanha teve mais de 10% de queda. No Japão foi 7% de queda.

Enfim, o Ibovespa segurou bem essa onda de queda. Mas não sei se resistirá na segunda-feira. O fim de semana deverá ser recheado de notícia ruim, rompimentos e fofocas sobre corridas aos bancos europeus. Tudo isso deverá levar uma enorme estabilidade na abertura do mercado na segunda-feira.


Quem está fora, melhor esperar.

Semana passada também escrevemos sobre a RENT3:

"Uma ação com enormes chances de queda forte é da RENT3..." .

Foi um belo acerto e um belo alerta. Dos R$ 36,76 a ação caiu até nessa sexta-feira para R$ 33,85. A queda alertada uma semana atrás foi de 7,9% !!!

 

RENT3 - IMA-crash x Preço

Escrevi também sobre a GGBR4:

"Segurem a GGBR4. A sua queda já começou quando o IMA-crash cravou em 0,8. Segunda-feira essa queda poderá piorar...."

E piorou mesmo. Dos R$ 6,20 a ação bateu no meio da semana em R$ 5,72. A queda foi de 7,7%. Depois a ação aumentou novamente e seu IMA-crash nos alertou no CANAL de assinantes de nova queda. E ela veio hoje, sexta-feira, saindo de R$ 6,25 para R$ 5,83. A queda foi de 6,7%.

GGBR4 - IMA-crash x Preço

 

Tem mais alertas para semana que vem. Veja você mesmo!

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

EMBRAER escolhe novo presidente.

Raia Drogasil vai distribuir R$ 0,14 por ação em dividendos

Governo importa feijão para baixar preço.

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Governo do Rio de Janeiro decreta calamidade pública financeira.

OI entra com pedido de recuperação judicial

Acordo para o refinanciamento dos Estados será de R$ 50 bilhões

BB e Caixa são os mais expostos à falência da OI

Estácio e UNIP podem se juntar

Reino Unido deixa União Européia

 

PRÓXIMA SEMANA

Consequências sobre a saída do Reino Unido da UE

Divulgação da balança comercial dos EUA em abril

PIB do 1o. trimestre nos EUA

Pesquisa Industrial no Brasil - maio

Gastos com construção nos EUA- maio

dias observação 1682

Eventos(sinais de alerta de crash)

112
Acertos 104 (92,8%)
Falsos Alarmes 08 (7,2%)
Queda média -2,89%
Queda máxima -7,77%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,62 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos