Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

20/09/2010 a 24/09/2010

Essa semana foi dominada pelo assunto Petrobrás. A capitalização finalmente foi realizada e já começaram a aparecer as verdades sobre ela. Segundo o UOL que não citou fontes, fundos formadores de mercado foram contrados pelo governo para não deixar o preço cair. Funcionaram como uma espécie de "coelho" de corrida de longo prazo, que força os atletas a baterem o recorde ou manter uma velocidade compatível com índices internacionais. Esses fundos seguraram o que puderam. E hoje (sexta-feira) que era para ser um dia muito bom a bovespa se derretou por causa da Petrobrás. Foi uma onda de vendas mesmo a Petrobras sendo a quarta maior empresa do mundo.

Em comentários na bloomberg, analistas de dois fundos com valores de 30 bilhões de dólares disseram que não gostaram da capitalização pois o pré-sal só é possível com 90 bilhões de dólares e não os 75 bilhões que o governo conseguiu. O outro disse que vendeu pois 48% de domínio do governo nas ações não é bom para um mercado livre. Talvez esse seja o motivo de muitas vendas um dia depois do anúncio.

Outro motivo para queda é que a precificação ficou em R$26,30 para a PETR4 enquanto na quinta-feira ela chegou a R$27,00. Quem viu essa valorização pode ter pensado em vender para realizar lucro frente ao novo patamar. E por último, o UOL também comentou que todos os bancos do país foram contrados para dar suporte. Com isso a "mordaça" foi grande e por isso nenhum analista pode realmente criticar de forma livre o processo.

Nos EUA a mesmice de sempre. Sobe quando índice de vendas aumenta e cai quando índice de desemprego aumenta. Foi o que ocorreu na semana, aumento de desemprego e aumento de vendas de manufaturas.

O IMA-crash reflete o patamar dos 68 mil pontos. O Ibovespa está preso nesse patamar há meses caindo 1000 pontos numa semana e subindo 1000 pontos na outra. Isso indica alta frequencia e o IMA não se move, mostrando perigo desse jogo de sobe e desce.

IMA crash = 0,80

IMA entrada = 0,00

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado.

 

Na análise de 17/09/2010 foi dito:"...Pode-se perceber que apareceu o sinal IMA-entrada o que deve indicar um bom momento de compra na segunda-feira à tarde. A bolsa deve cair um pouco mais na segunda ou terça, mas deve reverter. Boa possibilidade de lucro se o IMA-entrada passar de 0,8. Talvez isso aconteça na terça-feira ou segunda-feira à tarde... .O Ibovespa caiu na segunda até o meio dia quando o IMA-entrda mostrou sinal fraco de 0,36 e depois subiu. A disparada ocorreu na quarta-feira e quinta-feira beirando os 70 mil pontos. O IMA-crash acertou a virada forte de mais de 1200 pontos quando apareceu no fim da quinta-feira e atingiu 0,95 ao meio dia de sexta-feira quando o Ibovespa virou de vez.

Dos 69.524 pontos captados pelo sistema de 15 minutos, o Ibovespa caiu no mesmo dia para 68.141, queda de 2% perfeitamente evitada com o sistema. Um novo sinal de entrada apareceu, novamente repetindo o padrão que talvez na segunda-feira o Ibovespa ainda caia mais um pouco, mostrando à tarde um bom sinal de entrada. Novamente uma boa chance de lucro na semana que vem.

Quando o IMA entrada marcou 0,35 na segunda-feira o Ibovespa estava em 67.784. O lucro de segunda-feira até fim de quinta-feira ou início de sexta-feria teria sido de 2,56% se um investidor tivesse acompanhando.

Para a PETR4 e VALE5 foi ainda maior. Por exemplo, quando o IMA-entrada alertou 0,52 a PETR4 estava em R$25,98 e quando o IMA-crash estava em 0,22 a PETR4 estava em R$27,36. Um retorno bruto de 5,3%. Depois desse ponto o sinal de crash começou a cair junto com o sinal de crash do Ibovespa. Terminou a semana para IMA-entrada de 0,2 na PETR4.

A VALE5 subiu bastante e seu IMA_crash atingiu 0,99 no fim de sexta-feira. O que se conclui que a Vale vai virar para baixo e muito forte na segunda-feira.

 

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Construção de imóveis sobe nos EUA

FED mantém taxa de juros nos EUA

Indice de confiança do consumidor sobe no Brasil

Pedidos de hipotecas caíram 1,4% nos EUA

Pedidos de seguro-desemprego caem nos EUA

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

BC estima déficit em US$49 bilhões

Estoques de petróleo aumentam nos EUA

Pedidos de seguro-desemprego sobem nos EUA

Venda de imóveis sobe nos EUA

Venda de ítens manufaturados sobe nos EUA

PRÓXIMA SEMANA

Olhar o movimento das ações da Petrobrás

dias observação 340

Eventos(sinais de alerta de crash)

33
Acertos 26 (78,8%)
Falsos Alarmes 07 (21,2%)
Queda média -2.143%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,83 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos