Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

21/03/2011 a 25/03/2011

 

A notícia da semana é a deterioração da situação econômica de Portugal. Com a não aprovação do plano do primeiro ministro Sócrates, o mesmo pediu demissão. Mas pode ser somente jogo de cena estilo ao antigo Janio Quadros. Isso porque ele já manifestou interesse em concorrer novamente para primeiro ministro em outro mandato.

Com esse jogo duro da oposição portuguesa o golpe imediato foi o rebaixamento da nota de crédito de Portugal da Standard & Poor. Portugal já tinha sido rebaixado para A- e agora está em BBB. Se não resolver a situação em coisa de dias, vai ter outro rebaixamento. Pode perder seu "grau de investimento" e ter dificuldades em arrumar dinheiro novo. Solução? Duas: FMI e União Européia. Só que agora os porugueses não vão mais mandar em Portugal, vão ser mandados pelos credores. Já vimos esse filme por aqui.

Um aviso para a Espanha: A hora está chegando, os próximos são os bancos espanhóis, entre eles o nosso ex-banespa, agora Santander.

No Japão tudo quieto, inclusive o povo. A radiação já atinge Tóquio e o povo continua pacífico demais, sem exigir do governo uma solução de verdade. Não adianta ficar criando zona de exclusão da radiação. Eles vão ter que jogar chumbo com cimento como fez a URSS em Chernobyl. Estão demorando demais e a situação econômica vai se deteriorar. Quando medirem a inflação no próximo mês, se o governo não manipular os relatórios, a inflação já será muito alta. Os fundos japoneses estão perdendo em média 10% como avisamos em nosso twitter.

Nos EUA o FED continua tentando enganar o mundo que está tudo exuberante. O que tinha o antigo presidente de pessimista e que gostava de assustar o mercado, tem agora o Ben Bernanke mais do que otimista, é sim um sonhador. Com 600 bilhões de liquidez no mercado, em breve vamos todos sentir a situação piorar. Claro que eles estão ganhando, são lucros e retornos de aplicações financeiras, mas o desemprego continua e é isso que importa para o povo.

O IMA-crash diário continua caindo agora em 0,63. Quem está de fora e pensando em voltar, se for investidor que gosta de ganhos de longo prazo, ainda não é hora.

 

IMA crash = 0,63

IMA entrada = 0,00

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

Na análise de 18/03/2011 foi dito:" A bolsa deve subir um pouco mais um ou dois dias e depois cair se o IMA-crash aparecer forte na terça-feira...Teremos o cenário alterado pela Líbia, então novamente deve ser aquele sobe-e-desce...A recomendação da VALE5 ainda está de pé, como dissemos na análise anterior... " E a bolsa subiu voltando aos 68 mil pontos, mas dando sustos como prevíamos durante a semana. Subiu muito forte na quinta-feira quando voltou aos 68 mil mas no global da semana, quando a Europa e os EUA subiam ela ia na contra-mão caindo.

A Vale parece ainda atraente e só não subiu forte com o resto da bolsa pois está havendo grande interferência do governo na escolha do novo executivo que vai comandar a mineradora. Rumores dão conta que a Gerdau vai comprar a Usiminas, mas que a CSN também quer. Com isso ambas as ações caíram. Logo, o responsável por esse vai e vem foram siderurgias e minério.

O que dizer da próxima semana? O IMA-crash intraday voltou tímido e começa a perder força. Não deve ocorrer queda forte, mas o Ibovespa provavelmente deve voltar para a casa dos 66 mil. Se a situação na Líbia terminar, todas as bolsas no mundo vão subir muito. O problema de longo prazo será Japão e União Européia com a dívida de Portugal.

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Nível de desemprego no Brasil em fevereio teve recorde de baixa: apenas 6%.

FED anima mercado com alta confiança de crescimento exuberante nos EUA.

 

 

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Ações da VALE caem com troca de executivo.

Ações da USIMINAS e GERDAU caem com rumores de compra da Gerdau.

Portugal tem nota de crédito rebaixada pela Standard & Poor.

Ministro Sócrates de Portugal deixa o cargo.

Irradiação da usina nuclear avança sobre água e verduras em Tóquio.

Confusão no comando da operação na Líbia.

 

PRÓXIMA SEMANA

Divulgação de dados da inflação nos EUA.

Desdobramentos da Líbia, Japão e Portugal.

 

dias observação 462

Eventos(sinais de alerta de crash)

37
Acertos 29 (78,3%)
Falsos Alarmes 08 (21,7%)
Queda média -2.24%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,91 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos