Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

22/08/2016 a 26/08/2016

 

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa DIÁRIO ( dados de fechamento)

IMA crash - DIÁRIO= 0,24

IMA entrada - DIÁRIO= 0,00

 

Mais uma semana com o IMA-crash diário em trajetória de alta. O índice ainda não apresentou sinais de estacionar. A tendência de alta realça o fato de que poderemos ter problemas sérios num futuro próximo.

Quando o IMA-crash tanto o diário quanto o intradiário ultrapassam o valor de 0,8, o risco de um grande crash na Bolsa de Valores é alto. Caso ele estacione abaixo disso, em nosso histórico temos observado apenas correções normais sem consequências fortes.

Nessa semana se inicia a fase final do julgamento de impeachment da presidente afastada Dilma Roussef. E como era de se esperar, bate-bocas, acusações e discussões insanas voltaram a acontecer no Senado. Semana que vem será ainda pior, e poderemos ter reflexos no mercado financeiro.

Coisas "estranhas", mas previsíveis em termos de Brasil, estão desabrochando. O ministro do STF, senhor Gilmar Mendes, criticou abertamente a lava jato e publicamente o MPF. A ira do ministro ocorreu após vazar informações de que o ministro Toffoli foi citado em delação de marqueteiro.

Na realidade, como se sabe nos bastidores, esse fato foi só um gancho para que Gilmar Mendes evite que o nome de José Serra, Aécio Neves e o presidente interino Temer sejam investigados por possíveis contas secretas no exterior.

É notório e conhecido o grande laço de amizade entre eles. E assim, chegado o fim do impeachment, é hora de descartar os procuradores de Curitiba.

Os mesmos procuradores estão revoltados e dando entrevistas que não vão aceitar esse descarte. Essa história tem consequências imprevisíveis.

Assim como é imprevisível a paciência de quem apoiou o impeachment. Diversos empresários, segundo reportagem do Valor Econômico, estão perto do fim da paciência com Temer.

A própria Fiesp já afirmou que hoje o tal "Pato" não teria eficiência nenhuma nos protestos. Isso é uma outra dica que teremos severos aumentos de impostos, contra a vontade de todos.

Nos EUA o cenário também está ficando nebuloso. Foram descobertos novos e-mails particulares de Hillary Clinton tratando de negociações de estado com o instituto de seu marido, o ex-presidente Bill Clinton. Claro que Donald Trump foi para o ataque.

Diretores do FED discutem em nova rodada o que fazer com a taxa de juros. O vice-presidente dos EUA afirmou que o país finalmente está chegando perto do objetivo traçado para o nível de emprego no país e que a economia se recuperou.

Essa semana o investimento estrangeiro teve uma leve queda na Bovespa, talvez esperando a decisão do FED sobre a taxa de juros. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

 

 

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa INTRADIÁRIO ( dados a cada 15 minutos)

A linha vermelha é a análise da Transformada Wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a Transformada Wavelet para o nível de entrada no mercado

 

Em nosso relatório do dia 19/08/2016 escrevemos: "...Para a semana que vem, essa oscilação deverá continuar, talvez até com testes para máximas maiores. Mas o risco de queda forte também aumenta, visto que além do IMA-crash intradiário estar em alto, agora o alerta também vem do IMA-crash diário, que mede risco de longo prazo..."

Sim, a oscilação continuou até nessa sexta-feira, por muitas vezes o Ibovespa tentando subir mas sendo barrado pelas notícias políticas. Dos 59 mil pontos na segunda-feira, o Ibovespa caiu para 57.600 no final da tarde do mesmo dia.

A bolsa tentou se recuperar na terça atingindo um máximo de 58.569 pontos quase no fim do pregão. Na terça-feira novamente o Ibovespa caiu para 57.500 pontos e ficou nesse sobe e desce até sexta-feira.

Do ponto de vista internacional a oscilação se deu pela espera na decisão do Banco Central americano (FED) sobre a taxa de juros. Mais para o ponto de vista interno, o humor oscilou bastante com a sessão de impeachment no Senado.

Semana que vem será guerra pura e o mercado financeiro refletirá nos preços todas as dicussões políticas sobre o impeachment. Podemos esperar muita volatilidade até a finalização do processo.

O IMA-crash se recusa a zerar, nos indicando ainda que novas baixas fortes poderão ocorrer. Do ponto de vista das ações, destacaram, por exemplo a BBAS3 do Banco do Brasil, com fortes oscilações alertadas corretamente pelo IMA.

Como pode ser visto a seguir, quando o IMA-crash estava em (1,0), valor máximo, a ação estava em R$ 23,06. Quando começou a cair a ação chegou ao fundo do poço com R$ 22,26. A queda foi de 3,46%. E assim que a ação subia o IMA-crash acompanhava, com as quedas se repetindo (linha preta abaixo).

 

BBAS3 x IMA_crash

A BRFS3 também teve um bom acerto para o IMA-crash. Quando o IMA-crash alertou a ação estava em R$ 55,15 e com o alerta a ação caiu para R$ 53,67. Queda de 2,7% e ainda poderá cair mais na semana que vem.

BRFS3 x IMA_crash

Tem mais alertas para semana que vem. Veja você mesmo!

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

PETROBRAS coloca 25 poços maritmos em produção.

CSN vende fabricante de embalagem metálica na Polônia.

ELETROBRAS pode pagar dividendos em 2017.

CAMARGO CORRÊA troca comando após lava jato.

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

PETROBRAS perfura atualmente apenas 3 poços no pré-sal.

CESP retoma estudos para sua privatização.

Hopi Hari pede recuperação judicial, a antiga "concordata". Parque tem dificuldades.

Mercedes-Bens abre PDV.

Banco Central registrou perdas de R$ 184 bilhões no primeiro semestre.

PETROBRAS já demitiu 6 mil funcionários.

UBER perde US$ 1,2 bilhão no primeiro semestre.

 

PRÓXIMA SEMANA

Divulgação do IGP-M de agosto.

PIB do Brasil no segundo trimestre

Gastos com construção nos EUA em julho.

Produção Industrial em julho no Brasil

Taxa de desemprego nos EUA em agosto.

dias observação 1727

Eventos(sinais de alerta de crash)

113
Acertos 105 (92,9%)
Falsos Alarmes 08 (7,1%)
Queda média -2,89%
Queda máxima -7,77%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,60 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos