Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

23/02/2015 a 27/02/2015

 

Essa foi uma semana onde os "abutres" sobrevoaram a "carniça". A agência de classificação de riscos Moody's rebaixou a nota da Petrobras ao nível de especulação. Mas para quem apostou numa queda ou "derretimento" no valor das ações, acabou apostando errado.

Depois de atingir R$ 9,87 na terça-feira, após o anúncio noturno do relatório da agência Moody's, as ações começaram a quarta-feira com 8% de queda.

Mas ao longo do dia, apesar dos tradicionais economistas inundarem a internet com mensagens subliminares de que a empresa vai quebrar, que a empresa tem que ser privatizada, que o mundo vai acabar, que o governo já se prepara para intervir, os investidores foram se acalmando e ação terminou a semana quase no mesmo patamar onde começou.

Conforme eu afirmei em entrevista nessa semana ao jornal Valor Econômico, ("Índice baseado em terremoto sinaliza virada da bolsa e de ação da Petrobras"), o pequeno investidor e o investidor sério, devem ficar fora dessa "Síndrome da Neurose Coletiva" (SNC). Só ganha dinheiro na desgraça, quem aposta contra a desgraça. É o que o investidor consciente e sério deve fazer, e não ficar "choromingando" que o mundo vai acabar.

O melhor exemplo de luta contra a síndrome SNC foi do magnífico Rei Jorge da Inglaterra na época da segunda guerra mundial. Depois de Londres ser bombardeada pelos alemães, depois de diversas cidades literalmente sumirem, a síndrome SNC atacou os ingleses. Todos choravam, sentavam na calçada, dizendo que o país tinha acabado, que Hitler desfilaria no palácio do Rei, e outras lamentações jornalísticas..

Rei Jorge foi até a BBC de Londres e no meio de seu pronunciamento, disse para todos tirarem as mãos debaixo das nádegas onde estavam sentados, e que deveriam usá-las para reconstruir o país, pois isso sim era mais importante naquele momento de dor.

Na verdade, a expressão não foi essa tão educada, foi uma outra que vou me recusar a traduzir e colocar aqui, pois é ainda mais forte.

O que a agência Moody's fala ou deixa de falar, serve para seus companheiros de fundos de investimentos, e nunca reflete a verdadeira história de uma empresa ou país. Assim como suas colegas S&Poor's e Fitch, elas são contratadas pelos fundos, e existe um conflito gigantesco de interesse nesses contratos.

Esse rebaixamento vai afetar tanto a Petrobras, quanto a elevação ao nível de investimento, ou seja, nada. Depois de subir ao patamar de grau de investimento, a Petrobras só perdeu valor de mercado. Dos R$ 40,00 que valiam na época, as ações hoje valem R$ 9,65. Com esse nível de segurança, os grandes fundos do mundo, jogam ainda mais pesado, comprando e vendendo com robôs de alta frequência.

Claro que tem todo esse processo de roubo na Petrobras que ajudou a derrubar o valor da empresa. Claro que tem os ladrões que desviaram um monstruoso montante de dinheiro, teve má administração.

Mas ainda assim, descontando esse caos político e administrativo, antes da elevação das notas da Petrobras, se ganhava tanto dinheiro quanto agora. Logo, não perca seu sono com os comentários jornalísticos sobre catástrofes por essas agências de classificação de riscos.

Um outro perigo que ronda o mercado, mas todo mundo está fingindo que não vê, é a Vale do Rio Doce. O prejuízo de 2014 ultrapassou os R$ 4 bilhões. E isso é muito sério também. O leitor poderá observar a seguir, que desde 2011 o valor da VALE5 está desabando, e essa ação sim, está derretendo.

Fonte:finance.yahoo.com

De lá para cá são 65% de perdas. Todo mundo comenta da Petrobras, mas a vale já perdeu 65% do seu valor de mercado em 2011. Problemas de fluxo de caixa, baixo preço do minério, menor importação da China, problemas com algumas minas, com navios, enfim, ao longo desses anos a Vale não conseguiu mostrar mudança de tendência.

O corpo de executivos está cortando gastos, cortando investimentos e tentando melhorar a malha logística para baratear e diminuir os gastos, mas o caixa da Vale só tem baixado há 4 anos.

No lado externo, a Grécia e seu estilo "sem gravata" conseguiu ganhar mais quatro meses de fôlego para o pagamento de sua dívida com a União Européia. Isso refletiu bem na semana e o Dow Jones está indo em direção a mais um recorde. Já se fala em 20 mil pontos ainda nesse ano. O problema são os juros.

Apesar da presidente do FED tranquilizar o mercado americano de que a taxa de juros talvez não suba tão cedo, hoje o vice-presidente já disse que desse ano não escapa. Logo, o mercado virou nessa sexta-feira nos EUA.

Mesmo na Alemanha, que anda de "cara virada" para a Grécia, o DAX bateu novo recorde nessa semana. Nunca "antes na história daquele país" o DAX tinha atingido 11 mil pontos.

O volume de estrangeiros voltou a aumentar forte na Bovespa, provando que os estrangeiros não estão ligando para o que diz ou o que não diz a agência Moody's. Apenas os economistas e jornalistas do Brasil parecem apoiar o relatório da agência. Até quando esse movimento vai continuar forte? Até o aumento de juros nos EUA, por isso todo mundo deve aproveitar enquanto nossos "amigos" estão aqui. Acompanhe nossa medida em nosso monitor de estrangeiros.

O IMA-entrada diário despencou bem nessa semana. A queda fez o IMA-entrada diário chegar a 0,79, após a boa subida do Ibovespa. Isso ainda indica, conforme também falei em minha entrevista, que é hora do investidor de longo prazo comprar. Enquanto o IMA-crash não aparecer, o momento é bom para compra. Claro que isso pode mudar mês que vem, caso o IMA-crash reapareça. Mas não existe ainda um movimento tão forte para isso acontecer.

IMA crash = 0,0

IMA entrada = 0,82

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

ANÁLISE SEMANAL - Bovespa Intradiário ( dados a cada 15 minutos)

Na última análise de 20/02/2015 foi dito:"...Para a semana que vem, podemos observar que o IMA-crash ainda está alto e não zerou,...os investidores podem se animar e até entrar comprando logo pela manhã... Infelizmente o momento de queda ainda vai voltar a acontecer...." .

E isso realmente aconteceu, novamente. O Ibovespa subiu na segunda-feira até por volta das 11:45 h. Então ele regrediu até um pouco depois do meio dia, com 0,21% de queda. E então, quando o IMA-crash zerou, parece que um aviso foi dado ao Ibovespa que começou a aumentar.

Com o IMA-crash zerado, o arranque verdadeiro veio na terça-feira logo pela manhã e não caiu mais, puxado pela Petrobras. Então o IMA-crash apareceu rapidamente ealertou que teríamos uma virada na quarta-feira (o IMA não sabe nada sobre agências de risco!). E no dia seguinte à divulgação do rebaixamento da nota de crédito da Petrobras, tudo virou novamente.

Mas no final da quarta-feia, praticamente o Ibovespa estava no campo neutro, zerando as perdas do dia. E no geral, o Ibovespa subiu ainda na quinta-feira e na sexta-feira, apesar de um recuo após o meio dia de sexta-feira. No mês, os investimentos em bolsa foram pra lá de satisfatórios.

Dos 46.908 pontos no início do mês, o Ibovespa termina com 51.583 pontos, retorno positivo de 9,96%. Conforme alertei no dia 12 de Fevereiro no meu texto ("Alta forte na Bovespa") a previsão se concretizou satisfatóriamente.

Para o mês que vem? Temos uma boa probabilidade de mais alta como mencionado na entrevista ao jornal Valor Econômico. O Ibovespa ainda está muito alinhado com a curva que foi traçada no texto, indicando uma alta acima dos 54 mil pontos para breve.

Na figura à seguir, a linha vermelha são os dados reais do Ibovespa, e a linha em azul nossa curva de previsão. A intenção com esse modelo não é acertar valores, mas o movimento padrão e sua tendência. Dezoito dias atrás o modelo previu a linha em azul,que agora parece bem direcionada com os dados reais.

Ainda foi dito na análise anterior:

"BBAS3 ainda poderá continuar caindo na segunda-feira e terça-feira de manhã..."

A ação despencou na terça-feira conforme pode ser visto dentro do CANAL ONLINE (figura recuperada a seguir).

.

CANAL ONLINE para BBAS3

 

Também foi afirmado semana passada:

"A CCRO3 e CIEL3 podem ter correções também logo na segunda-feira."

A CCRO3 até que subiu na segunda-feira, mas depois de balançar muito, quarta e quinta-feira não resistiu terminando na quinta-feira R$ 16,13. No início da semana valia R$ 16,40. Mas nessa sexta-feira, sem o IMA-crash a ação voltou a se recuperar muito bem.

CANAL ONLINE para CCRO3

Já a CIEL3 resistiu até quarta-feira, mas quando o IMA-crash foi para zero a ação caiu para R$ 42,85 (figura a seguir).

CANAL ONLINE para CIEL3

Para a semana que vem, o Ibovespa deverá abrir em pequena queda, até o IMA-crash zerar. Se o IMA-entrada não aparecer, o Ibovespa poderá voltar a subir. Pode ser que na segunda-feira a tarde não vejamos mais queda do Ibovespa, ou no mais tardar, uma boa alta poderá aparecer na terça-feira pela manhã.

Acompanhe nossos indicativos na parte de assinantes do CANAL IMA-ONLINE. e saiba antes do mercado tradicional o que vai acontecer com suas ações. Venha fazer parte de nosso grupo de assinantes e desfrute de conhecer antes, o comportamento do mercado, através das frequências do IMA.

Gostou da análise semanal?

COLABORE COM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Justiça Federal aceita nova denúncia do MPF contra Eike Batista.

Grécia ganhou mais 4 meses no programa de resgate da UE.

GOL (GOLL4) teve crescimento na ocupação doméstica para 84% em janeiro.

Janet Yellen, presidente do FED, garante que os juros nos EUA não sobem tão cedo.

 

 

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Souza Cruz vai sair da Bovespa

Caminhoneiros bloqueiam rodovias

Caixa Econômica Federal ainda não decidiu se abre capital na Bovespa.

Marcopolo tem queda de 23% no lucro anual.

Agência de risco Moody's rebaixou nota de crédito da Petrobras ao nível de especulação.

Vale do Rio Doce teve prejuízo de R$ 4 bilhões em 2014.

Lucro da BRF cresceu 335% em 2014.

 

 

 

PRÓXIMA SEMANA

Produção Industrial em janeiro no Brasil

Reunião do COPOM

Livro Bege do FED

Taxa de desemprego nos EUA em fevereiro

Balança Comercial dos EUA em janeiro

dias observação 1358

Eventos(sinais de alerta de crash)

87
Acertos 78 (89,6%)
Falsos Alarmes 09 (10,4%)
Queda média -2,67%
Queda máxima -6,91%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,63 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 10 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos