Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

21/01/2011 a 28/01/2011

 

É.... a semana descambou. Agora o ano começou para os mercados financeiros. Acostumados apenas aos relatórios de recomendação de compra ou venda, o ano novo começou pra valer nessa semana. A Tunísia deu a partida para os eventos mundiais e o povo do Egito gostou da idéia.

O que tem haver o Egito com mercado financeiro? Muito. Depois da guerra dos 6 dias, onde Israel anexou diversos territórios do Egito e da Cisjordânia, o clima ficou tenso na região na década de 1970. Os EUA convenceram Israel da devolução dos territórios do Egito pois os americanos precisavam de um porto seguro para a Arábia. E sem a ajuda do Egito, Israel não teria como sustentar. Anwar Sadat era o presidente do Egito e fez um acordo de paz com Israel. Foi morto num dia de desfile militar por um militar que estava desfilando.

Mesmo assim, o Egito cumpriu rigorosamente o plano de paz e recebeu muito por isso. Não somente seu território mas muitos investimentos americanos. Com isso, sua função foi defender Israel (mesmo sendo árabe) não deixando que armas do Irã alimentassem a conflitante faixa de gaza. Muitos barcos e navios que tentavam contrabandear armas eram bloqueados tanto por Israel quanto pelo Egito.

Acontece que, se o autal presidente do Egito cai ou é deposto, esqueçam todas as previsões de seus analistas. O mundo não será mais o mesmo como vem sendo nos últimos 30 anos. Israel ficará totalmente isolado, pois o novo governo que pode tomar o lugar de Mubarak, que tem sido fiel aos EUA, será um governo dos rebeldes ligados ao Irã. Isso é tudo que o Irã quer.

Se Mubarak (que é ditador também) cai, Israel fica com os amigos do Irã ao norte, no Líbano, a oeste e sul no Egito e a Leste na Palestina. Onde os EUA terão base? Não há espaço, apenas na Turquia que está muito longe. E se Mubarak cai, o Egito pode se transformar num Irã, ou seja, vai confiscar todos os investimentos de empresários americanos para si. E por isso as bolsas acordaram para esse perigo e temor na semana, e todo mundo saiu vendendo.

E por que a bovespa caiu mais que todos os índices? Porque os estrangeiros estão tirando dinheiro do Brasil e levando de volta para seus países. O fluxo de saída aumentou bastante em Janeiro. Para complicar o BC soltou a ata dizendo que está muito preocupado com a inflação, dando a deixa que os juros vão continuar a aumentar.

O IMA-crash continua no mesmo patamar, indicando para o investidor de longo prazo ficar fora da bolsa. E este indicativo já vem de dois anos para cá. O Ibovespa está amarrado entre 60 mil e 70 mil pontos de dois anos para cá também. Ficando muito tempo preso numa faixa de valores, qualquer notícia pode levar o ibovespa (e o mundo) para baixo. Devemos ficar de olho no Egito e na Grécia que continua dando sustos na Europa.

IMA crash = 0,76

IMA entrada = 0,00

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

Na análise de 21/01/2011 foi dito:"....Nessa sexta-feira o IMA-entrada está forte, passando de 0,9 e nos apresentando um indicativo de virada para cima na semana que vem. Hoje, apesar da queda já foi um bom dia de compras, mas isso pode se extender para segunda-feira. Tudo indica que quem comprar na segunda-feira poderá ter um lucro semanal muito bom..." . Na segunda-feira realmente foi um ótimo dia para compras pois o Ibovespa chegou aos 69 mil pontos. Quem comprou ficou feliz por algumas horas, pois a bolsa se recuperou um pouco. Na quarta-feira depois do feriado o mercado desandou caindo bastante. O fluxo de saída foi aumentando, levando a bolsa para baixo. E na quinta-feira (flecha vermelha no gráfico) o Ibovespa começou a aprofundar sua queda pelo temor da crise no Egito.

Então, os 69 mil pontos que pareciam um bom patamar de compra se tornaram péssimo. O IMA-entrada que vinha caindo mostrando que o Ibovespa poderia ter alguma recuperação, voltou a subir e atingir seu valor máximo (1,0). Ainda está parado na faixa entre 0,9 e 1,0, mostrando que a queda pode continuar ainda na segunda ou terça. Pode ser um bom momento de compra, mesmo para quem já está comprado. Isso claro, para quem gosta de curtíssimo prazo. Com esses acontecimentos do Egito é muito arriscado ficar amarrado com algum ativo por mais de dois dias. Para período curto algumas ações ficaram interessantes.

 

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

Perda de Produção da VALE foi insignificante com as chuvas de janeiro.

Nível de desemprego no Brasil é o menor da história

Banco do Brasil quer comprar banco dos EUA

 

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Aumenta pedido de seguro desemprego nos EUA

Rombo do banco PANAMERICANO de Silvio Santos pode ser muito maior do que se dizia.

PIB dos EUA decepciona investidor

Egito está em forte conflito interno. O Presidente Mubarak pode cair, apesar do apoio dos EUA.

FED diz que vai continuar desvalorizando dólar para valorizar os títulos.

Standard & Poors rebaixa nota de crédito do Japão.

 

 

 

PRÓXIMA SEMANA

Muita atenção na crise do Egito. Se o presidente Mubarak cair, as bolsas do mundo vão cair juntas.

dias observação 424

Eventos(sinais de alerta de crash)

37
Acertos 29 (78,3%)
Falsos Alarmes 08 (21,7%)
Queda média -2.24%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,91 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos