Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

25/04/2011 a 29/04/2011

 

Nessa semana começaram a chegar os primeiros resultados financeiros do Japão depois do Tsunami. A produção industrial caiu 15% no primeiro trimestre. Ainda teremos mais resultados negativos nos próximos dias, sobretudo quando aparecer números do PIB. Nos EUA o FED confirmou que vai terminar a política de recompra de títulos públicos e injeção de 600 bilhões de dólares na economia em Junho. O mercado vai ter que reaprender a andar com as próprias pernas. A economia nos EUA cresceu 1,8% no primeiro trimestre, muito menos do que esperavam os economistas.

Na Espanha foi divulgado o índice de desemprego e está no seu ápice, com 21% de taxa de desemprego. Isso é claro a média nacional pois quando se analisa variáveis internas como região ou idade o índice está mais de 40% (por exemplo entre jovens).

As bolsas subiram forte no mundo, menos no Brasil que caiu muito quarta-feira e quinta-feira dessa semana. O motivo foram vários, desde uma simples realização de lucros, passando pela discussão sobre inflação, sobre alta de juros, sobre empréstimos das empresas nacionais no exterior e finalmente por resultados decepcionantes em algumas empresas de peso no índice. Por exemplo a Usiminas teve um lucro 96% menor do que no mesmo período do ano passado. Suas ações foram uma das que mais caíram nessa semana. Petrobras também caiu bem levando a bolsa junto. A empresa anunciou que vai importar gasolina para recompor os preços internos.

A "fofoca" da semana foi a discussão sobre a certidão de nascimento do presidente dos EUA. Segundo um dos possíveis concorrentes na eleição do ano que vem, Obama não era americano pois tem sobrenome "Hussein" e ninguém tinha visto sua certidão de nascimento. Logo ele deveria sofrer impeachment pois era ilegal. Demorou dois dias dessa discussão boba quando a Casa Branca liberou a certidão. Obama nasceu no Hawai e é americano legítimo.

O IMA-crash diário caiu um pouco para 0,67 e mostrando que o alto grau de perigo continua para investidores de longo prazo.

 

IMA crash = 0,67

IMA entrada = 0,00

 

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado

Na análise de 20/04/2011 foi dito:"Apesar da semana curta de três dias a bolsa segue se recuperando, mas agora o IMA-crash está voltando. Segunda-feira a bolsa deve continuar aumentando até terça-feira à tarde quando deverá reverter. O melhor momento de entrar já passou, quem não aproveitou, talvez seja mais seguro esperar a próxima abertura de janela..." E se confirmou a previsão, não na terça-feira à tarde, mas na quarta-feira logo na abertura. Uma porção de ordem de vendas invadiu o pregão fazendo o Ibovespa cair 2% e se recuperar um pouco a tarde. Na quinta-feira o ibovespa continuou a cair até nessa sexta-feira de manhã quando começou a se recuperar.

A abertura da janela de entrada foi nessa quinta-feira quando o IMA-entrada passou de 0,9 mostrando excelente oportunidade de lucros de curto período. O IMA-entrada perde força agora,mas o IMA-crash ainda não apareceu. Segunda-feira a Bovespa deve continuar sua rota de subida e deve ser um bom momento ainda de compras. Se a bolsa subir forte o IMA-crash deve aparecer no meio da semana. Mas como ele ainda está em zero não dá para saber ainda quando teremos outra virada para baixo. Logo, aproveitar uma entrada nessa segunda-feira é uma boa opção.

 

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

FED vai terminar programa de injeção de 600 bilhões de dólares no mercado.

VALE vai participar da construção de usinas hidrelétricas para atender sua demanda de energia elétrica.

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Espanha tem 21% de desempregrados.

EUA cresceu apenas 1,8% no primeitro trimestre contra previsões maiores.

Japão teve queda de 15% na sua produção industrial.

Tornados nos EUA fazem montadoras suspenderem produção de automóveis.

 

 

 

 

PRÓXIMA SEMANA

Verificar dados da economia japonesa após o tsunami.

 

dias observação 485

Eventos(sinais de alerta de crash)

38
Acertos 30 (79%)
Falsos Alarmes 08 (21%)
Queda média -2.20%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,94 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos