Mudanças Abruptas

Análise Semanal Ibovespa

26/07/2010 a 30/07/2010

Muito puxado e muito fora da realidade o Ibovespa dessa semana. Das bolsas mundiais foi a única que se manteve na semana todos os dias em ligeira alta, e sempre no terreno positivo. Sustentado pela Vale, terminou a semana em melhor posição que Dow Jones, Asia e Europa. No mês o Ibovespa teve 10% de valorização. Percebeu-se claramente ao longo dos dias que quando começava um processo de realização, logo as ações da Petro e Vale entravam em cena segurando a Bolsa.

Com a Vale na alta, levou junto até onde pode as ações da Usiminas e Gerdau. Mas depois do relatório da Usiminas, as ações da USIM5 caíram só nesta sexta-feira (30/07) quase 5%. A Vale obteve lucro recorde e com dados positivos e muito acima do esperado, pode-se explicar a alta expressiva na sexta-feira passada. Será que foi apenas por análise do preço do minério, análise das vendas, do consumo ou da demanda, que alguns investidores apostaram que o resultado ia ser recorde? A notícia só foi consumada ontem dia 29 de Julho.

No cenário internacional o PIB americano cresceu menos do que o esperado, a confiança do consumidor também e o livro "bege" do FED revelou que o crescimento e recuperação do mercado americano ainda está muito devagar.

O IMA-crash disparou nessa semana com um aumento de quase 10% no risco de virada para baixo. Enquanto na semana passada terminou em 0,71, nessa semana atingu 0,78. Aumentos tão rápidos e sem sustentação são muito perigosos e enganosos. Por que enganosos? Relatórios mostram que indústria brasileira contratou menos nesse ano e a confiança na indústria diminuiu.

IMA crash = 0,78

IMA entrada = 0,00

 

A linha vermelha é a análise da transformada wavelet do Ibovespa para o nível de estresse e possível crash (quedas abruptas mas a nível de 15 minutos) e o gráfico em azul é a transformada wavelet para o nível de entrada no mercado.

 

Na análise de 23/07/2010 foi dito:"...Para quem acompanha o IMA já sabe o que acontece quando passa de valor 0,8. O IMA crash intraday chegou a 0,9, um dos valores mais altos dos últimos tempos. Sinal de que ocorrerá mudança de trajetória na semana que vem. Talvez segunda-feira o Ibovespa ainda suba um pouco, ficando meio de lado, mas essa maré não deve passar de terça-feira. Vamos ter correção e grandes quedas de terça-feira para frente..." Não teve correção e o IMA também não chegou a zero.

A figura acima mostra (em vermelho) uma queda muito lenta do IMA-crash indicando que algo segurou o mercado. Não houve nenhum momento indicado para compra. Na verdade olhando o gráfico existiu na prática alguns excelentes momentos para entrar, mas passíveis de entrada apenas com um risco não calculado. Por exemplo, pode-se ver uma "depressão" no meio da quarta-feira para então se recuperar. Foi muito rápido movimento de queda.

Para a próxima semana, dizer que se espera queda é "barbada" pois todos esperam queda depois de 9 dias de altas. O melhor momento de entrar só vai aparecer com baixo risco quando o IMA-entrada tiver um sinal forte. Como o IMA-crash se segurou e não foi a zero como prevíamos nessa semana, o valor atual de 0,35 ainda deixa o cenário incerto para entrada segura. Talvez no meio da semana que vem, se a bolsa se corrigir forte na segunda e terça-feira. Não há indícios para subir forte, mas também não há para cair forte. Começar a semana só observando é a melhor opção.

FATOS RELEVANTES POSITIVOS

A Vale registrou lucro recorde de 344% em relação ao mesmo período do ano passado.

A ata do COPOM mostra que talvez não seja necessário novo aumento de juros.

Superávit primário do Brasil ficou em 2,1% do PIB em Junho

Inadimplência das empresas brasileiras recou 7,2% em Junho.

 

FATOS RELEVANTES NEGATIVOS

Estoque de petróleo nos EUA subiram 2,1% indicando recuo no consumo.

O livro Bege do FED mostra preocupação com o crescimento economico americano

Confiança do consumidor americano caiu4 pontos em Julho. Abaixo das expectativas.

Prejuízo da BP chegou a US$ 17 bilhões

Surgiu uma desconfiança no teste de stress dos bancos europeus.

Taxa de desemprego na Zona do Euro ficou em 10%.

Inflação no Japão apresentou deflação de 1% ao ano.

Produção industrial no japão caiu 1,5%

PRÓXIMA SEMANA

-Sexta-feira: dados de desemprego dos EUA. Esperado aumento na taxa

dias observação 311

Eventos(sinais de alerta de crash)

28
Acertos 21 (75%)
Falsos Alarmes 07 (25%)
Queda média -2.18%
Queda máxima -6,6%
Queda mínima -0,08%
Valorização média nos falsos alertas +1,46%
Valorização máxima nos falsos alarmes +2,3%
Valorização mínima nos falsos alarmes +0,2%
Tempo médio até o mínimo valor após o sinal de alerta 2,92 dias
Tempo máximo até o mínimo valor após o sinal de alerta 7,4 dias
Tempo mínimo até o mínimo valor após o sinal de alerta 30 minutos