Sexta-feira, 24 de Abril, 2015

 

Isso é coisa de Extraterrestre

A Máquina de Anticítera é um artefato antigo encontrado em 1901 na ilha de Anticítera na Grécia, entre as ilhas Citera e Creta. Com diversas rodas dentadas, o artefato parece um relógio, mas isso seria impossível visto que sua datação era de anos antes de Cristo. Em 1971 o artefato foi examinado com raios gama e o mundo todo ficou pasmo. O artefato realmente não era um relógio, mas um equipamento altamente sofisticado, com engrenagens internas sem nenhum erro ou furo de colocação em lugar errado. A precisão do encaixe era acurada e estudos hoje nos mostram que a máquina é um calculador astronômico com alta complexidade.

Máquina de Anticítera (parte da frente)

Em sua parte frontal a máquina mostrava aos usuários da época o deslocamento do Sol e da Lua, com as datas dos eclipses solares. Em sua parte de trás a máquina tinha dois dispositivos em forma de relógio, em circulos precisos, marcando os ciclos solares e lunares, além das datas dos eclipses para noventa anos à frente. Como? Usando matemática sofisticada até então imaginada ser desenvolvida apenas a partir do século XVII.


Máquina Anticítera (parte de trás)

Isso mostra que os gregos sabiam não apenas Trigonometria e Astronomia, mas Matemática ainda mais avançada de previsão de ciclos, como as desenvolvidas por Leonardo Euler. Os mais entusiasmados dizem que isso é coisa de extraterrestre, que essa máquina é na verdade um instrumento que abre um portal no tempo e espaço. Mas na realidade, o único portal aberto é o da mente humana, que nos prova que nunca devemos desistir da batalha de ensinar e repassar matérias ditas como "antigas" ou incompatíveis com ensinos hoje, "modernos" e baseados nas chamadas mídias móveis.

A equação de Euler é amplamente divulgada como a equação mais bela da Matemática, onde outros entusiastas à chamam da "Equação de Deus".

Identidade de Euler

Essa equação realmente reflete um dos maiores saltos no conhecimento matemático, graças a Euler. Ela é interessante, pois nesses simples símbolos existem operações como soma, potenciação e exponenciação, além de conter um número irracional como PI e o número imaginário "i". Qual a raiz quadrada de -1? Não existe? Errado, existe, e essa raiz quadrada recebe a representação de "i".

Também nesse caso, os mais entusiasmados chamam essa conexão da equação como a "conexão com a mente de Deus". Isso porque os números imaginários nos levam a entender os ciclos de estabilidade e instabilidade de todos os sistemas que conhecemos. Seja avião, plantas, coração, cérebro, eletricidade, energia, tudo se relaciona com nossa vida graças aos números chamados de imaginários. A identidade acima é de fundamental importância para a engenharia de controle, no desenvolvimento que vai desde as máquinas de lavar roupa, passando pelas geladeiras e chegando nas aeronaves.

Essa equação parece coisa de extraterrestre? Foi inventada ou criada? Nenhuma coisa, nem outra. Essa equação já existia e sempre existiu na natureza, mas sua representação foi necessária através de símbolos graças ao desenvolvimento da mente humana. Sem o poder de observação e tradução para o abstrato de nosso conhecimento, essa equação nunca seria descoberta. A exigência na resolução de problemas fez ela aparecer naturalmente na Matemática.

Como seria nosso primeiro contato com uma civilização extraterrestre? Dizem os especialistas que seria com os números primos. Ou seja, são aqueles números que somente são divisíveis por um e por ele mesmo. Lembra deles caro leitor?

2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, ....

Qualquer civilização extraterrestre nunca enviaria uma mensagem com uma regra de taxa de juros inventada na constelação de Orion, ou o cálculo de atração gravitacional na galáxia de Andrômeda. Nada mais simples e representativo do que sons digitais, com pulsos baseados nos números primos.

Aliás, essa foi a genial ideia de Carl Sagan em seu livro que virou filme, "Cosmos". E a conexão com os primos foi exatamente descoberta por Riemann, que imaginou sua função desenhada ao lado, com vales e picos.

E a mente de Riemann era de tamanha complexidade, que ele percebeu que os vales da função indicariam frequências e pulsos na contagem de números primos, fazendo uma fórmula inventada por Gauss ser aperfeiçoada.

Os vales são como batidas do tambor, agitando as frequências e indicando ao contador de números primos, quantos números existem.

A utilidade disso? Se sua hipótese (que ainda não foi provada, cerca de 200 anos depois da ideia) for provada falsa, adeus empresas de cartão de crédito. Todas elas se baseiam na geração dos códigos secretos de nossos cartões, adotando esse argumento conhecido como a hipótese de Riemann.

E como foi feita essa conexão? Com extraterrestres? Não, com os números imaginários. Riemann colocou na equação conhecida como Zeta, não os nossos números reais do dia a dia, mas os números .... imaginários. E ficou pasmo!

É dito em alguns contos que ele entrou em séria depressão, pois não conseguia explodir e mostrar a todos o que ele tinha descoberto. Mas tinha que dar aulas no ensino médio para sustentar a mulher e filhos.

Quando conseguiu um emprego universitário de prestigio na Alemanha, ele viveu muito pouco para ursufruir desse lugar.

Função Zeta

 

 

 

 

Gráfico da função Zeta de Riemann

resultado de Ramanujan

 

curvatura do espaço

 

 

Equação de Einstein para curvatura do espaço

 

E a equação de Ramanujan (ao lado)? Os adeptos da" teoria dos astronautas antigos" dizem que ela só poderia vir de uma mente interligada com extraterrestres.

O resultado é realmente fantástico e de extraterrestre, mas Ramanujan era bem humano, pobre e morreu de tuberculose, com sua familia passando fome na India (ver o texto "O Indiano que foi ao Infinito").

Apesar de parecer um erro, ou brincadeira sem sentido, a utilidade dessa equação muitas vezes surpreende. Físicos provaram diversas vezes, através de um remanejamenteo dessa equação (conhecido como renormalização) que ela realmente explica efeitos quanticos reais e mensuráveis.

Sem o resultado de Riemann, Einstein não teria como colocar o que ele imaginou em prática. Einstein imaginou que os planetas curvam o espaço, e com sua massa se atraem uns aos outros não devido à uma força "invisível", mas devido o aprofundamento do espaço onde se localizam.

Se imaginarmos uma pequena "bolinha", como um asteróide vindo em direção da Terra, ele entra em nossa órbita não porque a Terra o atraiu, mas porque a deformação de onde a Terra está fez com que o asteróide seguisse a trajetória para esse ponto.

Sem os resultados da matemática de Riemann, a famosa equação da gravidade de Einstein nunca teria sucesso. Resultado? O enorme colisor da Europa que estuda hipóteses sobre a criação do mundo nunca teria existido e nós ainda estaríamos engatinhando na compreensão do universo.

Ou então, o que seria dos atuais relógios-computadores que todo mundo compra e paga caro. Eles são desenvolvidos com nanotecnologia, que só funciona graças às descobertas matemáticas como as de Riemann.

É um enorme erro afirmar que as matérias básicas (Matemática, Física, Química e Biologia) tem menos prestígio do que as de "interesse" popular tais como Desgin, programação de celulares, empreendedorismo, etc.

Nada dessas últimas seria concebido sem as primeiras. Dar um foco maior apenas porque essas novas disciplinas são tecnologicamente mais visíveis, não fornece nem de longe o grau de importância das matérias básicas.

O que as escolas de ensino médio estão fazendo no Brasil é um crime, passível de cadeia para seus donos e coordenadores. Existe agora um foco global para o ENEM. Crianças de apenas 8 ou 9 anos de idade, estão tendo provas semanais, com as chamadas técnicas de "bitolação" para prepará-las para o .... ENEM? Quem disse que daqui 10 anos o ENEM ainda existirá?

O que as crianças precisam é brincar, aprender brincando na escola, com ótimos laboratórios. E que não se entenda aqui que ótimos laboratórios são os atuais das escolas particulares. Em sua maioria, apesar de seus nomes importantes no mercado, esses laboratórios são kit de montagem.

O verdadeiro laboratório é aquele que suja, que causa meleca na roupa, onde a graxa se espalha pelo chão e pela roupa. O equipamento não deve vir pronto, deve ser criado pelo jovem. Os laboratórios de química devem explodir, cheirar mal, é assim que se entende o poder de reação dos elementos, da combinação matemática para a criação de materiais.

Se a Matemática veio dos Extraterrestres não se sabe, talvez nunca se saiba. Mas que os terrestres estão fazendo de tudo para acabar com ela, principalmente no Brasil, isso nós sabemos. É só observar o que está acontecendo com a greve dos professores do Estado de São Paulo e do Paraná. Salários baixos, baixa motivação, laboratórios sem utilidade, computadores sem uso, crianças desmotivadas.... isso é coisa de Extraterrestre?

Gostou do texto?

FAÇA UM DONATIVO PARA O SITE

(R$ 2,00 ; R$ 5,00 ; R$ 10,00 )